Menu Fixo

Menu-cat

13 agosto, 2013

Entre Livros : A Culpa é das Estrelas





Informações:

Titulo: A Culpa é das estrelas

Autor: John Green

Ano: 2012

Paginas: 286

Editora: Intrínseca

Classificação :excelente





Hazel Grace, protagonista do livro “A culpa é das estrelas” é uma garota de dezesseis anos, convive há três anos com o câncer de tireoide com metástase nos pulmões. Hazel não tem muita fé na vida, apesar de um remédio (viva o Flanxifor!) garantir mais uns anos de vida. Hazel só consegue respirar com a ajuda de aparelhos, portanto ela anda com cilindro de oxigênio a quem apelida de Felipe. Sua atividade preferida é ficar em casa assistindo o seriado “America's Next Top Model”, além de ler várias vezes o livro “Uma aflição imperial” .

            Seus pais já sensibilizados com o seu estado de saúde, insistem para que ela comece a frequentar um grupo de apoio a pacientes de câncer. Depois de muita insistência ela resolve participar das reuniões do grupo, lá conhece Isaac, que sentava ao seu lado nas reuniões do grupo, Isaac tem câncer no cérebro que lhe causará cegueira. Em uma das reuniões do grupo de apoio Hazel conhece Augustus Waters, amigo de Isaac e vitima de osteorsarcoma, o qual o deixou sem uma perna.

            Augustus passa a ter constante presença na vida de Hazel, e é ele que dá a ela razões para continuar acreditando na vida mesmo sabendo que se tem um câncer, tentando a todo o momento não serem tachados de “coitadinhos” pela sociedade. È incrível a maneira que personagem principal trata de seus problemas e da sua doença e dos amigos sempre com humor, sarcasmo e ironia.Há também muitas metáforas, como o cigarro do Augustus, o significado de OKAY, coisas que você só descobrirá se ler o livro ! 

Hazel e Augustus vivem vários momentos juntos, até que Hazel apresenta o livro “Uma Aflição imperial” para Gus, como é chamado por Hazel. Após uma recaída de Hazel, eles embarcam para Amsterdã, na Holanda, para desvendar os mistérios que o autor faz sobre o livro, sobre o qual Hazel tenta a todo o momento descobrir. A cidade de Amsterdã passa a ser o cenário de muitos momentos significativos entre o casal, momentos felizes e tristes, que dão certo toque especial a cada palavra escrita neste livro.

John Green conseguirá te emocionar e te fazer sorrir com “A culpa é das estrelas”. Com palavras simples e uma maneira fantástica de tratar um assunto tão dramático de forma delicada, simples e profunda. È perfeito a maneira que o autor subjetivamente nos faz questionamentos ao tempo todo sobre a doença tratada no livro, fazendo-nos chegar a uma série de pensamentos a fim de entender o que um jovem nestas situações pensa.

 Definitivamente uma historia dramática, cheia de ironias e romance que transformará seu momento de litura. E também não fique pensando que o final será aquela coisa clichê que você esta acostumado a ver e ler, nada forçado para agradar os leitores, mas sim para emocionar qualquer um de uma forma inenarrável. Se dependesse de uma palavra para descrever este livro seria: Incrível!

“A culpa, meu caro Bruto, não é das estrelas, mas de nós mesmos, que consentimos em ser inferiores”- Júlio César, de Shakespeare.

Até mais, 
Nathalia

Nenhum comentário:

Postar um comentário