Menu Fixo

Menu-cat

20 outubro, 2013

CONTOS NOSSOS : Pryscilla





 Priscila sempre deu duro para conquistar o que queria, inclusive a tão sonhada faculdade. Antes de se tornar professora, trabalhou de tudo um pouco, de garçonete até garota de programa. Seu pai era um drogado bêbado, vivia nas cartas e nos becos da avenida central. Ela sempre manteve a classe, compostura e fingia ser a moça delicada e frágil que toda família achara. Sua vida era corrida, de manhã estudava, de tarde trabalhava em casa, e a noite trabalhava na casa dos outros. Ah, e depois de um tempo arrumou até um secretário, o Caike ,que atendia suas ligações e anotava os clientes. Foi tudo muito rápido. Mas, mais rápido ainda foi sua paixão por Daniel. Daniel que sempre se aproximava suavizadamente para sentir o cheiro de sua vítima chamada Priscila. Sua vítima da paixão.

- Olá meu amor – disse Daniel acariciando as costas de Priscila e beijando-a, fazendo com que ela acordasse.
- Daniel? O que você está fazendo aqui?Como você entrou? – perguntou Pri assustada e levantando da cama.
- Esqueceu que eu sou da família. Sou seu padrinho, aliás, sou casado com sua madrinha não sou? – disse Daniel puxando Pri para perto.
- Não! Cadê meu pai? Você está doido – gritou Pri levantando da cama apenas de calcinha, e com os seios de fora.
- Calma gata. Seu pai tá lá no chão caído é o hobby predileto dele – disse Daniel rindo.
-Idiota! – gritou Priscila, metendo a mão na cara de Daniel.
-Bravinha – disse Daniel a empurrando e encostando-a na parede. Daniel segura os braços de Pri que fica imóvel, e lambe entre seu pescoço e a parte abaixo. Daniel coloca a mão na cintura de Priscila e descendo malandramente.
- Vai grita. Vai, eu gosto. Minha princesa- disse Daniel.
- Daniel, já se passaram cinco anos, se liga!  E outra se meu pai vir à gente. Você tá ferrado. Me larga, tenho aula para dar agora de manhã – disse Priscila nervosa.
- A professora mais cachorra que eu conheço – disse Daniel.
- Cachorra é sua mãe – disse Priscila, chutando entre as pernas de Daniel.
- Put ... Só vim entregar o convite de aniversário da sua madrinha. Será uma grande festa. E nós esperamos por você – disse Daniel.
- Eu não vou ir, entendeu? – disse Priscila se aproximando e colocando os lábios, próximo de Daniel.

Caike entra no quarto.
- Gente, de novo? Anda Pri, senão você irá se atrasar para aula e me atrasar também. E nossa diretora é um mal amada, que deve ser virgem com certeza. Então já viu.

- Até mais – disse Daniel pegando o sutiã na mão, e saindo do quarto de Priscila.

Nenhum comentário:

Postar um comentário