Menu Fixo

Menu-cat

13 junho, 2014

Códigos de Sangue - Capitulo 3


      Códigos de Sangue -  Capitulo 3

1ª CENA – Continuação

- Elisa!!! – grita Renato. Volta meu amor, volta pra mim – grita Renato, bebendo mais cachaça.

Bianca escuta a gritaria e acende as luzes.

- Renato, é a quarta vez só essa semana. Você precisa superar. A Rafaela precisa de você firme e forte – diz Bianca tentando carregar Renato.

- Felipe – grita Bianca, chamando-o.

Filipe aparece na porta.

- Me ajuda Felipe. Ele entornou de novo – diz Bianca o levantando do chão.

- Vamos patrão, só descer dois andares de escada, atravessar a rua e  já estará na sua cama quentinha – diz Felipe.

 - Mas antes o Senhor vai dar uma passada no chuveiro – diz Bianca descendo as escadas.

2ª CENA ( Noite) ( Apartamento de Danilo)

Danilo termina de arrumar as malas. E fica olhando para o teto do seu quarto que é todo pintado.

- Tia Celi, que saudade eu vou sentir da senhora. Tudo me lembra você. Parece que foi ontem que você pintou o teto desse quarto, só porque eu tinha medo de dormir aqui sozinho – diz Danilo em lágrimas. Danilo fotografa o teto do quarto, que é todo colorido. Chega de choro. Já respondi o email para o jornal. E amanhã estarei em um lugar, um novo ambiente, com pessoas novas.

3ª CENA ( Noite) ( Mata de Vila Esperança)

 Um homem corre pela rua principal de Vila Esperança. O homem parece desnorteado e olha para todos os lugares. Ele pega o celular e tecla o numero da polícia local. Depois de ouvir rangidos, corre em direção contrária à cidade, e entra na mata escura. O homem é atacado por um animal de presas afiadas, tenta correr mas é atingido.

4ª CENA - ( Manhã) ( Vila Esperança)

Renato bebe cachaça enquanto dirige sua caminhonete prata. Ao som de um rock metálica no último volume não presta atenção ao seu redor. Danilo desce do ônibus, ouvindo músicas em seu tablet e atravessa à rua. De repente o carro de Renato aparece em alta velocidade. Renato não consegue frear e atropela Danilo, que é arremessado longe. Renato sai do carro e vê Danilo ensanguentado no chão.

- O que foi que eu fiz? – se assusta Renato.

5ª CENA – ( Manhã) ( Casa de Sávio)

Nanda e Sávio se beijam. Sávio beija o pescoço de Nanda, que fica por baixo de seu corpo.

Luiza entra em casa e retira o jaleco branco.

- Ainda bem que esse plantão foi tranquilo – diz Luiza, retirando os sapatos. Sávio, mamãe chegou – diz Luiza, subindo às escadas.

Nanda se desespera e coloca a roupa e sai de cima de Sávio.

- Sávio, sua mãe chegou. E agora? – diz pergunta Nanda assustada. Véi, se ela contar pro meu pai eu estou morta.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário