Menu Fixo

Menu-cat

13 junho, 2014

Códigos de Sangue - Capitulo 4


         Códigos de Sangue -  Capitulo 4

CONTINUAÇÃO

- Relaxa, a coroa é maneira  -diz Sávio tranquilo.
- Mas você conhece meu pai. Ele não é nada maneiro – diz Nanda vestindo a calça jeans.
- Vem cá – diz Sávio, escondendo Nanda em baixo da cama.

Luiza entra no quarto.

- Bom dia, meu filho querido – diz Luiza, dando um beijo em seu rosto.
- Beleza, mãe? Tchau mãe. Preciso de espaço – diz Sávio empurrando Luiza para fora do quarto.
- É assim que você trata sua mãe? Vou dormir um pouco, daqui a pouco volto para o hospital – diz Luiza.

Luiza sai. Nanda sai debaixo da cama.

- Tenho que ir embora.

2ª CENA - ( Manhã) ( Vila Esperança)

- Você está bem? – pergunta Renato preocupado.

Livía vê e vai ajudar. Danilo se levanta. Renato olha fortemente nos olhos de Danilo, como se o conhecesse.

- Renato, olha o que você fez. Vou chamar a polícia – diz Lívia, discando o número da polícia local.
- Eu estou bem. Não foi um arranhão – diz Danilo.
- Cara, me perdoa. Eu não te vi. Vou te levar ao médico – diz Renato segurando os braços de Danilo.
- Você vai ficar comigo Renato. Vou levar ele para a lanchonete enquanto o seu irmão não chega – diz Lívia levando Danilo para o bar.
- De boa, gente. Eu só preciso lavar o meu braço não posso chegar numa entrevista de emprego assim todo ensanguentado – diz Danilo pegando sua bolsa.
- Renato me espera na lanchonete, já avisei sua tropa – diz Lívia saindo com Danilo.

3ª CENA ( Manhã) ( Casa de Renato)

Caio e Rafaela se beijam loucamente. Caio retira a blusa de Rafaela deixando-a somente de calcinha e sutiã. Caio joga Rafaela no sofá. Bianca entra no sala e assusta os dois. Caio se tapa com a almofada.

- Ui ui -  diz Bianca rindo.
- Bianca, bate na porta antes de entrar – diz Rafaela enfurecida.
- Esqueceu que eu tenho a chave? – pergunta Bianca.
- Não sei por que meu pai confia tanto em você. Bianca se liga, você não vai substituir a minha mãe. Meu pai ainda a ama – diz Rafaela gritando.
- Cala a boca e escuta. Seu pai atropelou uma pessoa lá perto da lanchonete. Vem comigo – diz Bianca, pegando os documentos de Renato.
- Droga, se veste Caio – diz Rafaela.

- Ah, e se você não quer que eu conte pro seu pai é melhor me tratar bem – diz Bianca.
- Vamos Caio – diz Rafaela colocando a roupa.


4ª CENA ( Tarde) ( Matilha dos Backer)

Um lobo gigante corre atrás de Pérola. Pérola corre com um chicote em mãos, tenta desviar do lobo mas é enquadrada. A menina chicoteia o rosto do lobo que fica furioso. O lobo range os dentes e vai atacar a menina.

- Chega – grita Vô Zé, em suas cadeiras de rodas.

O lobo se transforma em humano.

- Não foi minha intenção te machucar Plínio – diz Pérola.
- Mas machucou. Da próxima você sentirá minhas garras. E se fosse em uma batalha normal você já tinha sido morta por um frio – diz Plínio colocando sua calça.
- Calma Plínio, sua prima está aprendendo. Você é um lobisomem alfa, ela ainda é ômega, tem muito o que aprender – diz Vô Zé.
- Ela é uma lobisomem ou uma cadela – diz Plínio.
- Cadela é sua mãe – diz Pérola, fazendo um dedinho pra ele.
- Não ouse falar de minha mãe. Pelo menos eu a conheço e você que nunca viu seu pai – diz Plínio enfurecido.
- Eu te odeio – diz Pérola, que sai chorando.

   5ª CENA ( Tarde) ( Lanchonete Vila Mix)

- Então o que lhe trás aqui? – pergunta Lívia curiosa.
- Eu recebi uma proposta para trabalhar no Jornal da Vila – conta Danilo, enquanto bebe suco de laranja.
- O quê? – pergunta Bianca assustada, ao chegar com Rafaela, Caio e Marcelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário