Menu Fixo

Menu-cat

11 julho, 2014

Códigos de Sangue - Capitulo 13

Códigos de Sangue -  Capitulo 13

CONTINUAÇÃO ...

 - Você deve estar me confundindo com alguém – diz Danilo envergonhado, levantando da mesa.
- Até parece que eu ia esquecer “ Moço, por favor. Cadê o meu pai” – diz Guilherme remedando Danilo. – Ótimo ator, já tentou ir para Holywood? – pergunta Guilheme.
- Lívia, suspende meu suco. Eu preciso ir – diz Danilo saindo. Guilherme segura o braço de Danilo fortemente.
- Você sabia que eu podia ter perdido meu emprego por sua causa – conta Guilherme.
- Me solta. Me desculpe eu precisava daquela informação era o único jeito de eu conseguir o emprego – diz Danilo. – Me perdoa – suplica Danilo.
- Você me deve uma – diz Guilherme mostrando o pingente com o retrato de Danilo e Celi.
- Meu pingente – diz Danilo pegando-o. – Muito obrigado – agradece Danilo.
Felipe aproxima.
- Algum problema aí Danilo?  - pergunta Renato.
- Nenhum, eu já estava de saída – diz Guilherme saindo.

2ª CENA ( Noite) ( Jornal da Vila)
Danilo pesquisa sobre lobisomens e vampiros no sites de pesquisas da internet. Danilo chora ao lembrar de Celi.

- Por isso os meus pesadelos. Agora tudo faz sentindo. Mas como eu vim parar aqui? É tudo muita coincidência – diz Danilo. – Rafaela – lembra Danilo.

Danilo desce as escadas do prédio da redação, atravessa a rua e toca a campainha da casa de Rafaela. Rafaela abre, e Danilo vê Caio sem camisa.

- Oi Caio. Rafa sinto muito atrapalhar mas eu preciso ter um papo sério com você – diz Danilo.
- Sem problemas, o Caio já estava de saída  -diz Rafaela beijando-o.
- Até mais amor – diz Caio saindo sem cumprimentar Danilo.
Caio sai deixando Rafaela e Danilo a sós. Danilo entra.
- Rafa, me diga a verdade. Realmente foi você que me enviou o email com a proposta de trabalho? – pergunta Danilo, que finta Rafaela seriamente.

3ª CENA ( Noite) ( Hospital)

 Sávio abre a porta da sala de doações de sangue e bebe um saquinho de sangue O positivo. Sávio não consegue se controlar e bebe mais saquinhos de sangue. Guilherme entra na sala e vê Sávio com a boca toda avermelhada, bebendo o sangue dos saquinhos.

- Que doidera é essa? O que você faz aqui na sala de sangue reserva? – pergunta Guilherme assustado.
- Segredinho, você não pode contar para ninguém – diz Sávio, rapidamente se materializando ao lado de Guilherme e mordendo o pescoço dele. Guilherme tenta gritar, mas Sávio é mais forte se delicia com o sangue de Guilherme. – Pode deixar não vou lhe dar o gosto da morte – diz Sávio, lambendo os beiços e jogando Guilherme no chão desmaiado.
- Que sangue gostoso. Você vai odiar a vida de vampiro. Seja bem vindo. Ah, evite alho e estacas de madeira essas são as únicas coisas verdadeiras que devemos evitar – diz Sávio arrumando à sala.

Guilherme fica desacordado.

4ª CENA ( Noite) ( Casa de Rafaela)

- Não  -diz Rafaela.
- Eu sabia – diz Danilo.
- Se você sabia por que me perguntou? – pergunta Rafaela.
- Eu só queria ter certeza. Quem será que enviou aquele email? Quem me queria aqui? – se pergunta Danilo, pensando alto.
- Tá falando sozinho Danilo? – pergunta Rafaela. – Aproveitando que você é uma pessoa hiper mega animada e criativa eu quero que você me ajude a fazer a festa surpresa de aniversário do meu pai no final de semana –pede Rafaela.
- Mas a Bianca ficará chateado se eu ajudar – diz Danilo.

- Sem problemas depois eu resolvo com ela – diz Rafaela. -  Você topa? – pergunta Rafaela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário