Menu Fixo

Menu-cat

11 julho, 2014

Códigos de Sangue - Capitulo 14

Códigos de Sangue -  Capitulo 14

CONTINUAÇÃO

- E tem como recusar algum pedido seu? – pergunta Danilo abraçando-a.         
– Preciso ir – diz Danilo se se despedindo. Rafaela fecha a porta de casa. Danilo atravessando à rua e vê Renato caído ao lado da caminhonete.
- Renato – diz Danilo correndo em sua direção. – Você está bebendo de novo – diz Danilo surpreso. – Vamos vou te levar para casa  -diz Danilo o levantando.
- Não – diz Renato se recusando a ir para casa. – Eu não posso deixar que a Rafaela me veja assim – diz Renato chorando.
- Não precisa chorar. Mas para onde eu vou te levar? – pergunta Danilo.
- Na cobertura da redação tem um quartinho velho com um sofá macio – diz Renato. – Você con-se-gue me carregar até lá? – pergunta Renato, ainda no efeito do álcool.
- Moleza, vamos  - diz Danilo carregando Renato para o prédio do jornal

2ª CENA ( Noite) ( Fora da cidade)

Marcelo senta na mesa com Laura.
- Eu preciso da sua ajuda – diz Marcelo. 
– Tem algum de vocês matando em Vila Esperança? – pergunta Marcelo.
- Marcelo que acusação grave. Algum de nós? Eu sou de uma classe superior a daqueles cães fedidos e babões – diz Laura rindo, em quanto toma um drik.
- Laura, estou falando sério. Você sabe alguma ameaça em Vila Esperança? – pergunta Marcelo.
- Você deve apenas ficar de olho no garoto novo, o tal jornalista. Ele sim é uma ameaça – diz Laura.

3ª CENA ( Noite) ( Cobertura do Jornal da Vila)

Renato entra cambaleando, e cai em cima de Danilo que cai deitado no sofá.
- Renato, acorda! – diz Danilo tentando tirar Renato de cima dele.
- Renato colabora por favor só porque você é meu chefe não quer dizer que eu tenha que ter medo de tampar água gelada na sua cara – diz Danilo, enquanto Renato falava sozinho.
- Boa Noite. Preciso ir dormir – diz Danilo o tapando com uma colcha.
- Fique aqui. Por favor fique aqui comigo, não me deixa sozinho – diz Renato segurando em suas mãos.
- Ok, você que manda – diz Danilo sentando ao lado de Renato, que se aproxima de Danilo fazendo suas pernas de travesseiro.
Danilo admira Renato enquanto dorme.

4ª CENA ( Manhã) ( Sonho)
Barulhos horripilantes ecoam pelo floresta num misturo de uivos e gritos de pavor humanos. Zora, de cabelos brancos compridos e um lenço na cabeça vê o bebê chorando no chão, perto de um arbusto. Zora leva uma flechada deixando a cesta cair no chão.
Danilo acorda assustado.


- Socorro  - grita Danilo, acordando Renato ao seu lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário