Menu Fixo

Menu-cat

11 julho, 2014

Copa Literária- Falando sobre a literatura Holandesa



A Holanda é uma região histórica no centro-oeste dos Países-Baixos, que faz fronteira coma Bélgica e com a Alemanha. A capital da Holanda é Amsterdã que é famosa pela quantidade de bicicletas que circulam pela cidade.
A literatura do país sofre muita influência do francês e do alemão principalmente por volta dos séculos XII e XIII onde os escritores voltam-se a escrever sobre as vidas dos santos e os romances de cavalaria. Os primeiros escritos neerlandeses predominava a poesia como forma de expressão literária assim como no restante da Europa onde o romance de cavalaria e a poesia eram os gêneros da Idade Média.
Entre os dramas medievais neerlandeses mais conhecidos, está María de Nimmegen e a peça teatral de moralidade ockerlijk, estreitamente ligada a Everyman, traduzida para o nosso idioma por um autor anônimo que lhe deu o título de: a disputa da alma e o corpo.
            A literatura neerlandesa também sofreu abalos durante os anos, guerras, crises, anos dourados até o momento. Não poderia deixar de falar sobre Anne Frank, o relato da adolescente que comoveu a todos por expor seus pensamentos, sentimentos enquanto se escondia dos alemães junto com a família em Amsterdã, ainda há o museu A Casa de Anne Frank em Amsterdam.

Outra obra holandesa é Amor de pai O título original é Passievrucht e o autor é Karel G VAn Loon. Armin é viúvo e é o personagem principal do livro. Enquanto ele tenta montar um quebra-cabeça emocional, ao descobrir que não é o pai biológico do seu filho adolescente, viajamos em diversos cenários, hábitos e destaques da cultura holandesa que também foi adaptado para o cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário