Menu Fixo

Menu-cat

11 julho, 2014

Códigos de Sangue - Capitulo 15

          Códigos de Sangue -  Capitulo 15

CONTINUAÇÃO ..

- Calma Danilo. É só um pesadelo – diz Renato abraçando Danilo.
Danilo sente-se atraído por Renato, ao ser confortado com seu abraço acolhedor.
- Que dor de cabeça  - diz Renato.
- É ... Renato .. quer dizer chefinho. Eu preciso ir – diz Danilo.

                                      2 dias depois ...

2ª CENA ( Tarde) ( Na lanchonete Mix)

- Não sei de quem foi a ideia de fazer a festa aqui? – reclama Bianca.
- A ideia foi do Danilo e eu adorei – diz Rafaela.
- Acho o espaço que a Lívia tem super agradável. Pare de reclamar Bianca- diz Danilo, enquanto termina de prender os balões na parede.
- A festa está ficando linda  - diz Rafaela.
 - E eu vou querer registrar todos os momentos – diz Felipe fotografando.
- Gente, a muito tempo que não vejo minha lanchonete tão bem arrumada – diz Lívia sorridente. – Mas, não podemos parar temos muito trabalho. Outra coisa, como vocês vão conseguir enrolar o Renato? – pergunta Lívia intrigada.
- Eu já dei meu jeitinho. O papai foi pescar com o tio Marcelo, sabe fazer um programa de irmão – conta Rafaela.
- Ok, precisamos no apressar. Felipe vá buscar a aparelhagem de som, Bianca vá buscar o bolo – pede Danilo.
- Ah festa vai bombar – diz Rafaela empolgada.

3ª CENA ( Tarde) ( Casa de Guilherme)

Guilherme escuta a campainha tocar, abre a porta e se depara com Sávio.

- Surpresa! – diz Sávio entrando na casa de Guilherme.
- Você? Aqui? – pergunta Guilherme, meio desnorteado.
- Chega de momento pós-traumático. Você precisa viver, vampiros também vivem, comem tranzam. Minha mãe já reclamou de sua ausência no hospital. Você não pode deixar que eles percebam nada senão .. – explica Sávio tentando reanimar.
- Cara, eu to morto – diz Guilherme cabisbaixo.
- Você tá mais vivo que nunca. À noite eu te encontro na lanchonete precisamos nos alimentar. Beleza? Ah, evite água benta ... ela arde e deixa sua pela deformada por alguns dias. Nada de ir se confessar com o padre na igreja – diz Sávio rindo.
- Droga – diz Guilherme socando o vidro da sala.
- Até mais meu camarada – diz Sávio.
- Volte aqui, como eu faço para voltar ao normal? – pergunta Guilherme, percebendo que Sávio desaparecera.

4ª CENA ( Noite) ( Lanchonete Mix) 
Marcelo estaciona o carro em frente a lanchonete.

- Renato, eu preciso pegar uma encomenda com a Lívia. Vem comigo – diz Marcelo saindo do carro.
- A lanchonete já fechou, a Lívia já deve está no último sono. Você tá de treta. Vai me dizer que você tá pegando ela? – pergunta Renato.
- Você viaja né Renato – diz Marcelo batendo na porta lateral da lanchonete.
- Eu conheço o garanhão que você é. Olha! A porta está aberta. Que estranho – diz Renato abrindo a porta. A luz se ascende e todos gritam. Renato fica surpreso. Bianca e Rafaela surgem com o bolo e cantam o parabéns.
- Parabéns papito – diz Rafaela, o abraçando.
- Parabéns chefe – diz Felipe, o cumprimentando.
- Parabéns Renato – diz Bianca, o abraçando fortemente.

Danilo se aproxima.

- Não vai me dar um abraço não? – pergunta Renato.
- Parabéns chefinho – diz Danilo abraçando, e sentindo o seu perfume doce.
- Obrigado pela noite de ontem – agradece Renato.


Nenhum comentário:

Postar um comentário