Menu Fixo

Menu-cat

17 agosto, 2014

Códigos de Sangue - Capitulo 16

    Códigos de Sangue -  Capitulo 16
                                          CONTINUAÇÃO

- Deixa o Renato cumprimentar o restante dos convidados – diz Bianca entrando no meio dos dois e levando Renato para falar com os outros convidados.
- Felipe som na caixa – diz Danilo.
Danilo liga a música. E todos dançam.

2ª CENA
Marcelo se aproxima de Luiza.
- Me daria essa honra? – convida Marcelo.
- Só porque hoje é uma data especial – diz Luiza pegando a mão de Marcelo.
- Você está cada dia mais bonita – diz Marcelo.
- Sem cantadas baratas, por favor. Já não estamos mais no colegial – diz Luiza.
- Eu me arrependo todos os dias de não ter sequestrado você – diz Marcelo.
- Eu fui sequestrada antes – diz Luiza.
- Não sei o que você via no Vitório – diz Marcelo.
- Vamos mudar de assunto – diz Luiza.

3ª CENA
Lívia coloca a bandeja no balcão e fica ao lado de Danilo.
- A festa está maravilhosa. Se por acaso você desistir da carreira de jornalista me ligue para montarmos uma casa de festa – diz Lívia.
- Ah, até parece. Você me ajudou em tudo. Você tem mãos de fada – diz Danilo abraçando Lívia.
Ricardo aproxima dos dois.
- Dança comigo? – pergunta Ricardo para Lívia.
- Ricardo eu estou trabalhando. Não posso dançar – diz Lívia.
-Claro que pode. Pode deixar que eu cuido de tudo. Divirta-se – diz Danilo empurrando Lívia. Ricardo segura nas mãos de Lívia.

4ª CENA
Felipe coloca uma música romântica.
Caio e Rafaela dança e veem Ricardo e Lívia dançando.
- Olha quem está aqui – diz Rafaela.
- Meu pai? Dançando com a Lívia? – se espanta Caio.
- Ah, que fofo. Formam um casal lindo – diz Rafaela.

5ª CENA
Sávio bebe uma taça de vinho, Guilherme aproxima dele.
- Como eu volto ao normal? – pergunta Guilherme.
- Colé brother – diz Sávio embriagado.
- Eu tô falando sério, cara. Meu corpo está gelado e eu não paro de sentir frio – diz Guilherme.
- Relaxa! Hoje à noite depois da festa nós vamos caçar. Ah, toma vinho ajuda a enganar o organismo. O único jeito de você voltar ao normal é me matar. Mas não vai conseguir, pois eu não fui mordido eu já nasci vampiro. Meu pai era vampiro. Ou se você por acaso tomar do sangue raro – explica Sávio embriagado.
Felipe fotografa a festa.
Nanda se aproxima de Sávio.
- Sávio, você já está chapado. Vamos para casa – reclama Nanda.
- Me deixa – diz Sávio bebendo outra taça de vinho.

6ª CENA
Guilherme se aproxima de Danilo.
- Um copo de vinho por favor – pede Guilherme.
- Pensei que você fazia o tipo boa linha – diz Danilo dando-lhe uma taça.
Guilherme bebe o vinho.
- Eu engano direitinho – diz Guilherme olhando o pescoço de Danilo. – Seu colar é magnífico – diz Guilherme passando as mãos no pescoço de Danilo e ficando por traz dele.
- Obrigado Doutor. Mas acho que uma taça já lhe alterou – diz Danilo tirando as mãos dele do pescoço.
Guilherme cheira o pescoço de Danilo.
- Doutor você está me assustando – diz Danilo.

- Vai falar que você não gosta. Da pra escutar seu coração acelerado por conta do meu toque – diz Guilherme colocando novamente as mãos no pescoço de Danilo e apertando.
- Me solta antes que alguém veja – pede Danilo amedrontado.

- Tira a mão dele agora – diz Renato que soca Guilherme que cai no chão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário