Menu Fixo

Menu-cat

16 janeiro, 2015

Lapidibus: Preciosas e Místicas - 5ª Episódio - ( Final/ Parte 2 )

 Os signos - Final: Parte 2

- Vocês? – grita Vitória assustada.

- Ô, que susto. Tá decepcionada? Você achou que seria quem? O lobo mau ou a bruxa má da Cinderela? Não fique brava comigo tá bom? Depois disso tudo a gente ainda podemos ser amigas. Eu só preciso da sangue de vocês, e de mais nove signos diferentes. Depois se vocês sobreviverem a gente pode até contar segredos uma pra outra? Olha que T.D.B – diz Zanna, sendo sarcástica e má.

- Porque a gente? Porque essa maldade? – pergunta Laura.




- Eu só preciso de 12 signos diferentes, e de 12 pessoas que saibam controlar os elementos. Vocês são tão burros que logo de cara me contaram sobre os elementos de cada um. Pronto, eu não precisava de mais nada. Além disso vocês três ganharam habilidades especiais que as pedras só oferecem para corações puros e verdadeiros. Que fofo. Mas porque matar vocês? Resposta fácil ... eu sou descendente dos bruxos de Évora, uma das maiores cidades ciganas de Portugal, meus antepassados lutavam para estabelecer o equilíbrio místico entre a natureza e seus elos. Mas, muitos turistas como vocês, renegam o poder das pedras e zombam delas. Acham que artefatos místicos são bregas e bizarros. Todo ano, acontece um eclipse místico, que energiza as forças da natureza e tudo ao seu redor. Já que a natureza anda em desarmonia, eu, Zanna Consuelo, vou colocar as coisas no lugar – diz Zaana, arremessando Samuel e Maurício em uma das tendas.

Erick acorda com Fabrício desamarrando a corda. Zanna o levita e o joga na pedra. Fabrício cai ensanguentado. Fabrício não resiste e morre.


- Não !!!!!!!! – grita Erick.  Erick solta as cordas, se levanta e correm em direção a Zanna. Téo, segura Erick.

- Vamos sair daqui. É a única chance de sobreviver – diz Téo, segurando as mãos de Erick.

- Eu vou destruir essa bruxa. Ela não fará mais mau a ninguém – diz Erick, enraivecido, jogando pedras em Zanna, que é atingida. Zanna cai no chão ensanguentada.

- Consegui – diz Erick, correndo e abraçando Vitória e Laura.

- Om namah shivaya, Om namah shivaya – diz Zanna levantando. Zanna arremessa uma lança em Téo. Téo é atingido bruscamente.

- Sangue do meu sangue. Como ouse trair sua irmã? A mãe natureza não perdoa – diz Zanna, inflamando o corpo de Téo de fogo.

- Não – grita Erick, ao lado do corpo de Téo. – Sua cadela, você me paga – diz Erick esfregando a pedra a lua em suas mãos.

- O que você vai fazer? – pergunta Vitória.

- Erick vamos embora, eu joguei fogo na tenda dela e nos materiais de bruxaria. Ela não fará mais mau a ninguém – diz Laura.

- Rapazes, mate-os – ordena Zanna.

- Parem! Vocês confiam nela? Ela acabou de matar o próprio irmão só por prazer. Vocês acham mesmo que ela não vai matar vocês? Ela é vigarista. Ela não quer saber de equilibro nenhum. Depois dessa matança, nenhum lugar aqui está em equilíbrio. A natureza está um caós, os deuses devem estar zangados Me obedeçam: sumam daqui – ordena Erick. Os outros oito rapazes deixam o camping.

Erick provoca um terremoto e joga todos no chão.

- Chega, Erick – diz Laura.

- Ela matou o cara que eu estava apaixonado. E tentou matar a gente. Vamos ver se eu tenho tanto poder assim. Se eu consegui hipnotizar oito homens porque não uma cadela desgraçada? Zanna, me obedeça – pede Erick, olhando nos seus olhos.

- Seu poder não funciona em mim. Eu sou uma descendente de Évora – diz Zanna, arremessando Erick metros de distância. Laura e Vitória aproximam de Erick.

- Adeus, bobinhos – diz Zanna, recitando um mantra cigano.


- Nós temos a força da amizade, do amor, da esperança que é mais forte que qualquer bruxaria – diz Laura.

- Vamos unir nossas pedras – diz Vitória, juntando sua ametista com o Quartzo de Laura e a pedra da lua de Erick.

- Adeus, cadela – diz Erick, juntamente com as meninas lançando um raio místico em Zanna, que gira no ar e faz cair nas pedras. Zanna não resiste e morre.

- Conseguimos – diz Laura, abraçando os amigos.

- Vamos para casa? Maurício, vamos – diz Vitória, levantando Erick

ALGUNS DIAS DEPOIS ....

( No píer)

- Eu quero esquecer esse verão. Eu perdi o amor da minha vida, quase perdi a minha vida, e agora o que me falta perder? – se pergunta Erick.

- Teve muita coisa boa nesse verão, Erick sai desse drama – pede Vitória.

- Eu vou me livrar dessa pedra. Obrigado por me trazer sorte e por quase matar as pessoas a minha volta – diz Erick, jogando a pedra da lua no mar.

- Quer saber? Eu não quero ler os sonhos de ninguém. Já basta os meus sonhos. Esse verão foi muito louco, mas quero meus livros de volta – diz Vitória arremessando a ametista no mar.


-  Nós pedimos uma aventura, e conseguimos muito mais que isso. Agora vamos voltar para nossa vida maravilhosa – diz Laura, tampando o quartzo de fogo no mar.

- Obrigado pela amizade vocês. Com pedra ou sem pedra, nossa amizade estará segura – diz Erick.  – Me levem desse lugar. Me leve para conhecer pessoas novas. Vamos fazer uma loucura – pede Erick abraçando Vitória e Laura.

- Já sei. Adivinha quem deixou o carro comigo? O Maurício ... – conta Vitória, mostrando as chaves.

- Que perfeito – diz Laura.

- Qual parte eu perdi. Gente, eu só fico algumas horas sequestrado e já fico sem saber das novidades. Me contem – pede Erick.

- Vamos embora. No caminho a gente lhe conta. Quem chegar por último paga a gasolina – diz Vitória correndo, sendo seguida por Erick e logo após Laura.









9 comentários:

  1. Oi, Ronaldo.
    Não deu pra entender muito da história porque não li as outras partes, mas confesso que fiquei curiosa.
    Deixa só eu ter um tempinho que vou voltar para ler do começo.
    Parabéns, você escreve superbem :)

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Ronald :)
    Também não entendi muita coisa, mas pelo que li parece interessante! Adoro histórias místicas assim, que envolvem bruxaria e coisas afins.
    Sua história me deixou curiosa!
    Parabens :)

    Beijos
    www.romanceseleituras.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Ronald
    Eu não entendi muito bem a história, pois peguei já começada, então teria que ler desde o início, mas o pouco que li gostei bastante, pois adoro bruxaria.
    Beijos
    Www.asleiturasdamila.blogspot. com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá =)

    Perdi o começo da história, fiquei meio perdida. Mas você escreve muito bem, vamos ver se me sobra um tempinho e eu pego a história desde o início né? Parabéns! Continue escrevendo!

    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Acho que como os demais, eu não entendi, obviamente pelo mesmo motivo. rsrs
    Não acompanhei a historia desde o início!
    Mas parece muito boa, a forma como você organizou, como você montou tudo. Parabéns!

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Não entendi nada HAHAHAHA Mas isso se deve ao fato de que comecei a ler já na parte final e não as primeiras, mas fiquei curioso e vou ler todas partes assim que conseguir m tempinho. Adorei as imagens escolhidas, The Originals é uma das minhas séries favoritas.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ronald, tudo bom?
    Nossa cara, você escreve supermega bem, mas não peguei desde o começo, então to perdendo muita coisa. ashaushuahsuas.
    Adorei!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Olá, to voando aqui na história, não acompanho desdo do início e por isso não entendi bem a trama, mas confesso que gostei e fiquei curioso.
    Abraços,
    http://www.marcasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Boiei na história também, acho que vou ler do começo agora. Um novo momento e volto com outro coment. haha
    Abraço!
    Visita lá o Bookmore

    ResponderExcluir