Menu Fixo

Menu-cat

09 setembro, 2015

Iluminados - 7ª Episódio ( PARTE B)


- Você é espetacular  – diz Raul,  que retira a faca da bolsa ao lado. 
– Uma lástima que você não faça meu tipo, pois eu gosto de ninfetas e não de galinhas demônios – diz Raul cortando a garganta da demônio que morre.

            Raul joga álcool sob corpo do demônio e queima-o. Em seguida, o nefilin pega o celular e disca um numero.

- Eu sou foda não é? Pode falar que você é meu fã, eu consegui. Kaleb, reúne o bando de anjos, nós temos uma invasão a fazer.


 * * *

Diego pega Valentina pelos braços e a joga dentro do galpão junto com os demais anjos. Diego encara Lucia, porém rapidamente fecha a porta do galpão.

- Drogaaaaaaaaa!!! Porraaaaaaaaa! – diz Valentina, socando as paredes.

- Não adianta, nós já tentamos tudo – diz Lúcia.

- Stercore– resmunga Valentina em latim.

- Você é a nefelin da força não é  ? Já ouvi falar muito de você. Minha mãe contava muitas histórias de seu pai o Anjo Daniel – diz Sofia eufórica.

-  E também de como seu filho era corajoso e valente. Sabíamos que o anjo nefilin, filho do anjo Daniel, era um garoto, e não uma garota de batom e piercing na língua – repreende Christopher.

- Qual é ? Qual o problema de uma anja de força ser uma garota? – pergunta Valentina.

- Não bate com as histórias que conhecemos. Além do mais o nefelin da força deveria ter uns trinta anos de idade – conta Christopher.

Valentina se aproxima de Christopher, e dá-lhe um soco na boca.

- Sua puta – grita Christopher, de dor.

- O que você fez, garota? Não encoste no meu irmão – ordena Sofia, enfurecida. – Ele está falando o que a gente sabe, quando a Lúcia nasceu há 16 anos, o último selo de luz restaurou a força dos anjos caídos. Mas, na batalha dos anjos quando a Lúcia nasceu o menino nefilin tinha 14 anos e salvou o Arcanjo Daniel das forças dos demônios. Agora me fala como você pode ter essa carinha de 18 anos, se há 16 anos você já era um adolescente? – pergunta Sofia.

- Eu tenho habilidades que vocês desconhecem crianças – diz Valentina.

- Gente, adorei você. Nunca imaginei que uma anja era assim tão “bad girl”. Apesar de que só conheço vocês três de anjos. Mas, é melhor a gente se unir e parar de brigas. Devemos derrotar essas criaturas – repreende Lucia. – Eu não sei se você está mentindo ou não, mas peço que nos conte a verdade precisamos unir nossas força para conseguimos evitar a guerra apocalítica.

- Foi mau, aí fera! Quer saber a verdade?  Eu não sou uma anja nefilin de merda, na verdade quem é nefilin é meu irmão, Raul. Ele sim tem habilidade da força, os caperotos acabaram me capturando sem saber deste segredinho. Aliás, poucas pessoas sabem desse segredo, pois meu pai, o anjo Daniel, nunca revelou a ninguém sobre sua outra filha. Esclarecido, agora vamos dá um jeito de vazar daqui, beleza? – fala Valentina retirando um saquinho de sal da meia.

* * *
            Ao entardecer, Raul chega ao centro da cidade e avista seu amigo Kaleb, e abraça-o.
- Meu grande amigo, Kaleb – diz Raul, cumprimentando junto ao grupo.

            Mabel e Flora se aproximam de Raul.
- Contamos muito com você, Raul. Nossos filhos também foram capturados e são prisioneiras daqueles demônios – diz Mabel, soluçando de tanto chorar.

- Meus meninos, Sofia e Christopher também estão com aqueles miseráveis. Eu estou disposta a fazer qualquer coisa para acabarmos com eles, além sabemos da sua façanha com os demônios – diz Flora.
- Você é uma lenda – diz um garoto de óculos quadrados.

- Não é bem assim, pessoal. Eu até hoje não sei como ganhei aquela luta com o “belzebu”, com certeza foi ajuda do lá de cima, sem ele eu não seria nada – conta Raul.

- Mas,  todos contam que você cravou a espada na garganta do bicho, cortou-lhe a cabeça e logo após o bichano caiu pulverizado ao chão – lembra Kaleb, com um livro em mãos.

- Isso é lenda, eu só tinha 14 anos. Mas, vamos parar de papo furado, porque hoje não é dia de autografo não. Precisaremos de toda força possível, somos em número menor, por isso temos menos chance de vencer. Lembre-se esse aqui não é o Apocalipse, mas já os sinais da grande guerra que está por vir. O mau já toma conta de nosso mundo há muito tempo, porém chegou a hora de o bem mostrar suas forças e dizer que estamos aqui para lutar com fé e muito honra – grita Raul.

- Mas, e os arcanjos guerreiros? Por que eles não nos ajudam? – pergunta um dos anjos armados.

- O Senhor tem planos maiores para eles, como eu disse essa é somente a primeira batalha. Outras guerras virão por aí.

A lua toma conta do céu, enquanto relâmpagos enfeitam o entardecer juntamente a chuva fria e gélida que cai.
- Pelos arcanjos   – grita Raul, levando a espada.


- Fé e fogo – todos gritam e correm em direção ao beco.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário