Menu Fixo

Menu-cat

28 outubro, 2015

Notícias e Afins: #VOLTAGLENN #RIPGLENN - The Walking Dead


Gente, neste último domingo (25), foi exibido o terceiro episódio da 6ª temporada da série mais zumbizenta de todas, The Wlaking Dead. Esse episódio, assim como todos da atual temporada, lacrou em termos de cenas épicas e de um fato que repercutiu nas redes sócias: a morte de Glenn. Confesso que chorei horrores, lógico que ao assistir a cena, que o idiota se suicida e acaba derrubando em cima da horda de zumbis, não acreditei. Até vê as tripas dele serem devoradas pelos errantes, ainda acreditava que nosso japinha fosse sair daquele encrenca, aliás como já fez inúmeras vezes.


Não aceito a morte dele, (palavrão) o Glenn é um dos personagens mais queridos da série, além disso, ele está desde o inicio da distopia. Embora, muitos internautas comentam que o personagem tenha ficado apagado nas últimas temporadas, a bondade, lealdade, justiça e braveza de Glenn sempre o destacaram do restante do grupo principal. Porque não levam o padre e deixam o Glenn? Podem levar até o Carl ( que eu sempre achei antipático), levem todos, mas deixem o nosso japinha.

Lembro como se fosse hoje, no final do primeiro episódio, quando Rick em meio a uma horda de zumbis, acaba encontrando, ou encontrado com/ por nossa japinha, que fazia parte em um grupo de sobreviventes , apresentando todo contexto da série. Dentro o grupo principal formado por Rick, Gleen, Carol, Daryl, e Micchone, o japinha sempre foi o mais “coraçãooooo do bem”, às vezes engraçado, noutras justo, Glenn sempre ponderou os surtos de Rick, se aconselhou com Carol, o personagem era amigo de todos, e amado pelo público, e todos shipavam o relacionamento dele com a  Maggie. No começo Glenn se destacara, pois era ex entregador de pizza, e conhecia muito bem as ruas da cidade Atlanta, suas qualidades beneficiaram o grupo na hora de buscarem alimentos.





Porém, logo após a cena drástica       ( que eu ainda não tive coragem de reassistir) muitos internautas lançaram supostas teorias ( algumas bem viajantes, rs) da suposta escapada do personagem. Alguns disseram que o mesmo escondeu-se embaixo da caçamba de lixo, e que as tripas devoradas pelos errantes eram na verdade Nich que estava sob o Gleen. Outros ainda, dizem que com o tiro de Rick no grupo rival ainda no trailer, teriam despertado a atenção de parte dos errantes, e nosso japa teria conseguido escapar. 
( desenho do twitter)

                                            
Eu queria muito acreditar nessas teorias. Sério, mesmo! Porém, essa é a forma na qual os fãs utilizaram/criaram para amenizar a perda do personagem. Mas também, não podemos esquecer que TWD é uma série distópica, e que a morte é elemento peça fundamental dentro do contexto. Se fosse um The Vampire Diaries da vida ( nada contra, amo também) poderíamos acreditar fielmente nas teorias do fãs.



Espero de coração que ele volte, pois às vezes acabamos nos identificando com os personagens e amando-os como se fossem parte de nossa vida. Na verdade até são parte de nossas vidas, por estarem em nosso cotidiano de séries, mas infelizmente tudo não passa de ficção. Vale lembrar que tem muitos viciados em séries, que acabam adotando o LUTO DA SÉRIE por conta da morte de um personagem, mas espero que os diretores formulem uma maneira de Glenn aparecer seja por flashes backs, ou qualquer outra forma possível. Que venha o episódio de domingo! Abaixo, um gif do melhor sorriso do mundo s2 


26 outubro, 2015

Especial “Máquina do Tempo ELEA”- Desenhos




Vocês acharam que o especial ia acabar? Não! Hoje vocês poderão acompanhar os desenhos que fizerem/fazem parte da minha infância e adolescência!
Eu não tenho um desenho preferido, eu gostava/gosto de todos. Quando menor eu sempre ficava na casa da minha avó materna, junto com meus primos, tios e meus dois irmãos. Sempre que eu chegava a casa na hora do almoço, era uma guerra com o controle da TV. 

Eu queria assistir sempre A Pequena Sereia, Hamtaro, Luluzinha, As Aventuras De Mickey E Donald ou o meu querido Bananas de Pijama, desenhos que faziam parte da infância de qualquer criança, mas eu era “massacrada” pela força dos mais velhos e era obrigada a ver: As Tartarugas Ninja, As Aventuras De Jackie Chan, Caverna Do Dragão, Dragon Ball (Z, GT…), Homem-Aranha, X-Men, todos os desenhos da Marvel e muitos outros.

Inicialmente, eu brigava, arrumava confusão e “batia o pé” por que queria ver meus desenhos, porém depois fui me acostumando à rotina de chegar para almoçar e ver X-Men ou qualquer outro desenho citado acima, a armadilha que meus primos usavam era: “Quem você que ser do X-Men Nati?”, “Olha você pode ser fulana de tal… Porque ela é muito poderosa…” e eu era iludida que um dia seria a Vampira, a Tempestade ou a Jean Gray!
Paralelamente aos desenhos acima, eu era uma viciada nata do canal “Cultura”, lembro de muitas das coisas que aprendi no canal com o Castelo-Rá-Tim-Bum, Rupert, O Pequeno Urso, Catavento, Glub-Glub, Ilha Rá-Tim-Bum, X-Tudo e muitos outros, minhas tardes eram regadas de cultura!


Claro que eu também era fã dos animes Digimon, Pokemon, Beyblade. Eu tinha muitas pokebolas e beybldes que soltavam faíscas, que eram minhas preferidas, eu e meu irmão arranhamos muitas panelas da minha mãe fazendo a nossa arena de duelos.

Também era fã de Três Espiãs Demais, a personagem Clover, era a minha preferida, em todas as brincadeiras eu fingia ser ela! Kim Possible, também estava na minha lista de que gostava.

Minha maior felicidade era que quando eu terminasse o ensino médio, eu poderia assistir a TV Globinho durante a manha toda, e não só aos sábados, como eu fazia, contudo, o programa saiu do ar e eu e a nação brasileira “sofremos” com o fim da nossa infância, #VOLTATVGLOBINHO.
É uma ótima sensação lembrar dessa época, é uma nostalgia muito boa, que marcou a minha infância e de várias pessoas, é uma boa parte da minha vida. E ai, qual desenho marcou você/ sua infância?

Até mais, Nathália (“Chama, liga que eu sou tua amiga/ quando precisar é só dizer,/ eu tô sempre disponível!”).

23 outubro, 2015

Notícias e Afins: Dudu Camiletti no The Voice Brasil

Paraaaaaaaaaa tudooooo!

            Desde ontem, o assunto mais comentado nas minhas redes sociais foi à participação do cantor capixaba “Eduardo Camiletti”, para os íntimos “Dudu”, na quarta edição do #TheVoiceBrasil. No programa de ontem, o participante interpretou a canção “Escreve Aí”, conhecida na voz do sertanejo Luan Santa, mas não foi só pelo talento do moço não, o cantor é daqui do sul do estado, ou seja, é CAPIXABA!



     O cantor disse no programa que é de nossa terrinha, Cachoeiro de Itapemirim, porém muitos internautas contestaram sobre a informação. Na verdade, Eduardo é de Jaciguá ( gente, onde meu avós moram), distrito de Vargem Alta, porém o cantor mora em Cachoeiro.  Oks, pessoal?! O importante, e que o músico tem talento, e mostrou que os capixabas tem um novo rei, rs.


            Para alegria do “camiléticos”, em 01:06 min, de apresentação Michel Teló virou a cadeira para o cantor, seguida pela diva Cláudia Milk,  que colocaram Eduardo na disputa. O técnico Michel chegou a comentar “dá pra perceber que você também curte outros estilos”, já Claudinha brincou “ eu pensei, eu e ele em cima do trio no carnaval de Salvador”.


         Porém, o participante acabou escolhendo o time do sertanejo.Confesso que não sabia da participação dele fique sabendo com um post no twitter de uma colega de trabalho (abaixo), e do grito de minha tia vindo da sala eufórica com a participação do músico de Cachoeiro. Ah, o cantor também publicou em sua rede social um agradecimento pela chuva de comentários.


Infelizmente o cantor não tem twitter, porém podemos nos conectar com o músico por meio de sua página em uma rede social ( link abaixo). Dudu não agradou somente aos técnicos, mas também a galera do twitter que elogiou o moço.








Desejamos sorte para o músico, e que ele consiga atingir o máximo de pessoas com a oportunidade do programa. Agora é só sucesso, já estamos na torcida. Assistam o vídeo clipe do capixaba:


22 outubro, 2015

Notícias do Reality " O roteirista" - A FINAL

Gente, então chegamos a grande final.

Depois de 4 semanas, 4 provas, e 5 participantes vorazes  chegou a hora de revelar o grande vencedor da 2ª temporada do  nosso reality de escritores. Só para lembrar os participantes Alessandra e Vitor, por meio de suas respectivas trajetórias dentro do reality, chegaram a FINAL  das batalhas.








No dia 25 de Setembro estreou a atual temporada, todavia é interessante lembrar as provas. O quadro abaixo mostra a trajetória dos participantes no reality.


1ª PROVA – RESENHA CRÍTICA DE LIVRO ( Vitor) 
2ª PROVA – RESENHA CRÍTICA DE FILME  ( Vitor)
3ª PROVA- SINOPSE DE WEB-SÉRIE  ( Alessandra)
4ª PROVA – CRÍTICA DA WEB-SÉRIE “ILUMINADOS” ( Vitor)

Os nossos roteiristas enfrentaram inúmeras batalhas de textos, mostrando-se diversidade textual e domínio de gêneros diferentes, ou seja, os finalistas destacaram-se pelos perfis escrevedores.

Vitor Abou,  de 15 anos, massacradamente, ganhou quase metade das provas, tendo uma pontualidade invejável na entrega das provas, uma escrita de personalidade, e boas referências literárias.

 Já Alessandra, de 14 anos, destacou-se na prova da sinopse, apresentou uma narrativa inovadora, com uma história ficcional sobre o destino, a participante imprimiu sua marca na batalha de escritores. Os outros roteiristas também tiveram excito, porém nossos finalistas ganharam destaques merecidamente.

Chega de blá,blá, blá ....

Com a não feitura da prova da participante Alessandra Pontini, o que já era de esperar aconteceu: Vitor ganhara a prova e consequentemente torna-se o vencedor da 2ª temporada do reality. Mesmo sem ter tido uma rival na fase final da temporada, Vitor merecidamente foi o campeão, suas vitórias já anunciavam um potencial de campeão. Inclusive, na edição anterior, Marcus, o ganhador da respectiva temporada, massacrou seus oponentes, e tornou-se o vencedor.


Enfim, parabéns Vitor, e também a Alessandra pelos textos apresentados. Esperamos que o reality tenha acentuado o gosto de vocês ( participantes) pela escrita e afins, e que futuramente nos encontremos de novo, seja pessoalmente ou virtualmente, rs. 


            Não se esqueçam que brevemente postaremos as provas das batalhas. Ah, também o ganhador, neste caso, Vitor Abou terá direito de produzir e publicar um quadro ou uma série dentro do Entrelinhas e Afins. Até a próxima temporada, muitas histórias para vocês.

17 outubro, 2015

Notícias do Reality – 2ª Temporada (Semana 03)

Olá, eleanáticos !!!

Vamos apertar “F5” e dá uma atualizada na batalha de textos?


A prova desta semana se resumiu na PRODUÇÃO DE UMA SINOPSE, muito fácil! Os participantes só deveriam ser criativos, e, é claro, apresentarem uma obra de qualidade, tanto nos personagens, tanto no cenário de ambientação. Contudo, a vencedora desta semana foi a participante ALESSANDRA PONTINI, que com a sinopse de “Destino”                 ( postaremos LOGO MAIS), conseguiu se sobressair sobre os demais participantes. A sinopse da participante apresentou um clima mais fantástico e subjetivo, já as demais foram muito simplistas, ao serem realistas, e repetitivas. Lógico, para tristeza de Vitor Abou, se ganhasse já estaria automaticamente na final, por vitórias consecutivas.


Mas, vamos falar da prova da 4ª semana de reality. Só para avisar esta prova será a I ETAPA DA PROVA FINAL, dessa segunda temporada de Reality  “O Roteirista”. Como estamos chegando na fase final, o nível precisa dificultar, e por isso uma prova mais casca dura.


Nesta 4ª prova, os participantes precisam CONFECCIONAR UMA CRITICA DA WEB-SÉRIE “Iluminados”, escrita por Marcus Costa, e Ronald Onhas, um dos blogueiros do “ELEA”. Vale lembrar, que Marcus foi o ganhador da edição do ano anterior, e publicou a web série como parte de sua premiação.



Obrigações:
  •     Ler os capítulos da Web-série;
  •     Dominar a história e os personagens;
  •     Ponderação entre os pontos positivos e negativos;
  •     Sugiro: Arial, tamanho 12, oks ?


BOAAAA PROVAAAAA !


Que comecem a Batalha Literária !!!

11 outubro, 2015

ESPECIAL – Máquina do Tempo ( Desenhos)

Olá eleanáticos!!!

Vocês acharam mesmo que o “ELEA” iria ficar de fora desse clima infantil que se aproxima com o Dia das Crianças? A Equipe está preparando alguns especiais para esse mês comemorativo das crianças. Só para adiantar uma novidade vem aí: “ESTRELINHAS E AFINS”, fiquem de olho no blog.






Mas, hoje estou aqui para falar do meu DESENHO PREFERIDO. Quando falamos de desenhos é obvio que automaticamente lembramos de nossa infância não é? A melhoooor fase de nossas vidas em que a única preocupação é qual lápis de cor usar na tarefa de casa da escola, rs. Aproveitando o momento para levantar a campanha: #VOLTATVGLOBINHO.  Gente, eu amava TV Globinho ( eu e quase todas as pessoas de minha idade) eu acordava e já iria direto pra sala. Além de ser viciado em desenhos, eu também amava “Bambuluá”, uma série infantil protagonizada pela Angélica.


Chega de blábláblá meu desenho preferido sempre foi “Digimon”, caracaaaa quem não se lembra da musiquinha “ Digimon, Digitais, Digimon, são campeões”, que nostalgia. Embora, muitos fãs reclamam da versão cantada pela atriz/ apresentadora eu sempre gostei da música chiclete. Acho que o Digimon é meu desenho preferido por conta dos personagens, os digiescolhidos, os sete/ oito personagens que vão para o digimundo viver altas aventuras. Neste desenho qualquer um pode se identificar com os personagens, pois tinha o “Matt” que era marrento; o “TK”, o fofo; Izzy, o nerd; a “Sora”, corajosa e minha preferida a Mimi, uma  mistura de patricinha com atrapalhada. Amava os episódios que a Mimi protagonizava, além da dobradinha com “Palmon” ( sua Digimon) que era o oposto da humana.




( Mimi, sendo "diva" e fofa em todos os momentos). 

Falando em digimons, não é atoa que eles intitulam o desenho, os monstrinhos digitais que protagonizam as melhores cenas do desenho desde as batalhas até as digievoluções, momento na qual o Digimon se transformava para uma fase superior, consequentemente mais forte.


 O digimundo era um mundo na qual todas as crianças de minha idade ( na época, 10 anos) queriam viver ou se teletransportar. Apesar de ter outras temporadas, Digimon Adventure 01 continua sendo meu favorito. Ah, não posso esquecer de falar dos vilões que eram “bizarros” e também do episodio final, na qual Palmon não aceita se despedir de Mimi, e quando o trem parte com os digiescolhidos a mesma sai correndo para tentar um último “adeus”. Momento de emoção!



Muito bom relembrar esse momento que marcou minha infância. Em breve iremos fazer um especial: “Máquina no Tempo”, para comentarmos de tudo que assistíamos de bom.  Abaixo, algumas fotos dos digiescolhidos para vocês matarem as saudades. Aproveitem e comentem: qual era o seu digiescolhido preferido?

10 outubro, 2015

ENTREVISTA com Marcus Costa (ex-roteirista)

Estudante de Letras/ Língua Portuguesa, ganhador do Reality “O Roteirista”, na edição 2014 e também autor da web-série “Iluminados”, postado no blog Entrelinhas e Afins. Além disso, Marcus é dono de uma escrita voraz, leitor assíduo e bastante crítico. Não faltam elogios para o nosso colega de letras, é válido lembrar que o estudante/ escritor ganhou quase todas as etapas na edição na qual participou do reality, o garoto é fera. 





01 - Como foi a experiência do reality? Te ajudou como escritor?

Foi uma experiência muito boa, pude conhecer gêneros diferentes dos quais estava habituado. E sim, me ajudou muito como escritor, pois, tive que fazer várias pesquisas, e meu conhecimento de mundo aumentou, e me desafiava a sempre escrever melhor.

02 - As pessoas comentaram com você acerca de sua participação no reality e das postagens vinculados no seu perfil?Como você reagiu a isso?

Sim, as pessoas comentaram muito sobre a minha participação, elas ficavam me dando parabéns e comentavam que gostavam do que eu escrevia. Eu por sem tímido, fica meio sem jeito e não sabia como reagir, mas ficava muito feliz.

    03 - Como surgiu a ideia da sinopse de “Iluminados”?

Na época eu tinha acabado de ler a saga “Fallen”, de Lauren Kate, e estava fissurado por essa temática de anjos x demônios. Daí veio a inspiração para “Iluminados”.




04 - Você sempre foi fã de temáticas sobre anjos x demônios?

Não, como respondi anteriormente, foi lendo a Saga Fallen.

05 - Se pudesse sugerir dicas aos participantes do reality deste ano, quais dicas você daria?
Falaria paraque se empenhem bastante, pois, é uma experiência ótima e eles tem muito a ganhar com isso.

06 – Seu estilo de escrita tem influencia de algum autor?

Não sei. Tenho preferencia por verso a prosa, e gosto muito de Vinícius de Moraes, me espelho nele, mas não tem muita influência,  eu acho, porque o que escrevo é bem diferente do seu estilo.




07 – O que você tem lido ultimamente? E o que tem assistido?


Ultimamente tenho lido os livros para a faculdade “Boca do Inferno”, da Ana Miranda, e “Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queiroz, e por fruição eu li “A guerra dentro da gente”, do Leminski. E tenho assistido filmes de comédia e animação, e as séries “Med Man” e “Arrested Development”.

Notícias do reality “O Roteirista” – 2ª Temporada

Olá eleanáticos !

Tudo bom com vocês? Desculpem a demora do post, mas imprevistos acontecem. Semana de correria totaaaaaal! Estamos aqui para anunciar o vencedor da 2ª prova do reality. Como todo mundo já sabe, a 2ª prova era para que os participantes produzissem uma resenha crítica de filme, moleza não é ? Aliás, os participantes podiam escolher o filme na qual iriam criticar.



            Sem demora, o participante vencedor da semana foi .... Vitor Abou. Pela segunda vez, o participante ganha a prova da semana ganhando destaque sobre os demais participantes. Vitor resenhou sobre o filme “Sempre ao seu lado”, com o ator Richard Gere, que narra a história da amizade de um homem e um cão (em breve postaremos o texto). O ganhador da semana soube abordar sobre a história, o elenco, e ainda argumentou sobre a obra fílmica. Parabéns, Vitor!




  Mas, bola pra frente roteiristas ...... porque o jogo continua!








            A prova desta 3ª semana será: CRIAR UMA SINOPSE. Mamão com açúcar não é? Quais são os critérios deste tipo de prova: 
  • Originalidade; 
  • Clareza; 
  • 1 lauda e meia no máximo; 
  • Descrever sobre os personagens principais, cenário e afins;


Boa prova e que vença o melhor Roteirista!



08 outubro, 2015

Iluminados – 10º Episódio (Final)


 Sinopse original: Marcus Costa
 Autores: Marcus Costa e Ronald Onhas
  Direção de roteiro: Ronald Onhas

- Sim, meu filho. Sou eu, vim para vencermos essa batalha juntos - diz Daniel.

Raul vai até seu pai para abraçá-lo, mas enquanto está indo, Leviatan levanta, pega a clave que o atingiu e a transforma em uma lança. Em seguida,  faz um corte em sua própria mão e professa, em susurro, algumas palavras. Envenena a lança com um feitiço mortal e joga na direção de Raul.
Daniel avisa o filho, mas em vão. A lança o acerta em cheio e ele cai, morto, no chão. Loyane e Daniel desesperam-se em choro. Leviatan aproveita  o momento e foge.

* * *
A luta entre o bem e o mal continua. Uma chuva forte começa a cair, raios e trovões tomam o céu. Loyane sai correndo, desesperada, do galpão, em busca de Lúcia, para que ela possa ajudar Raul a se curar e tentar sobreviver. Mas, já era tarde demais, o veneno da lança já tomara o corpo completo de Raul, e acaba morrendo. Daniel e os outros anjos ficam furiosos e acabam lutando com todas as suas forças contra os demônios, e aos poucos vão vencendo cada um deles.
Só restava Leviatan e a Chefona. Ninguém sabia onde encontrá-los, apenas Diego, que é bombardeado de perguntas, mas uma se sobressai. Lúca dispara:

-Diego, se você nos ajudar a acabar com eles eu te perdoo!

- É claro que eu ajudo. Tudo o que eu mais quero é o seu perdão. Eu te amo tanto, Lúcia. Tenho um plano que pode acabar com essa guerra e trazer a paz ao mundo novamente. Confiem em mim dessa vez – suplica Diego.

Diego conta seu plano à todos. Eles estavam desconfiados, mas aceitaram seu plano. E então Diego sai para pôr em pratica o que planejara.

* * *

Em algum lugar do subsolo, Leviatan contava a Senhora, chefe dos demônios, como derrotou Raul, e se lamentava por estarem perdendo a guerra. De repente Diego aparece e diz:
- Tenho um plano para ganharmos essa guerra. Disse aos anjos que tinha um plano para que eles ganhassem, mas menti. Lúcia me perdoou e vou me encontrar com ela mais tarde. Vocês podem ir juntos e, assim, pegamos ela de surpresa. Desse jeito fazemos  os anjos se renderem para salvarem a sua vida Podem falar, eu sou demais não é?!

-Excelente!!! – exclama a Chefona. Vamos fazer isso, e se seu plano der certo, promoverei você para o cargo de Leviatan e rebaixarei este imprestável.

- Não faça isso, chefa. O que consegui hoje não valeu de nada? -  resmunga Leviatan.

- Valeu, mas foi muito pouco. Seus planos já estão ultrapassados, você está ultrapassado. Precisamos de novidade. Sangue novo e a força de um jovem, como Diego. E vamos testá-lo hoje, e não discuta comigo - responde a Senhor, irritada.

* * *
Na hora marcada, Diego e Lúcia se encontram e conversam por algum instante, em um clima tranquilo de paz. Mas Lúcia percebe um movimento, Leviatan e a Senhora prontificados ao seu redor.

- Hahahaha - ri, maleficamente, a Senhora. Agora a guerra está ganha.

- Você mentiu para mim outra vez ? Diego?! Como pode nos enganar? - pergunta Lúcia chorando.

- Não tive escolha. Eles são a única família que me resta. Preciso defende-los. 
- Parabéns, Dieguito- ironiza Leviatan, gargalhando.

A Senhora ordena que Leviatan segure Lúcia e exige que Diego a mate, bem ali, em sua frente, para provar sua lealdade. Mas, os demônios são surpreendidos pelos anjos e nefilins. E a luta recomeça, dessa vez os anjos ficam em maior número e levam vantagem na guerra.

- Deixe que o Leviatan é meu! - disse Daniel. Vou vingar a morte de meu filho!

- Vem, pode vir! Você terá o mesmo fim que seu pobre filhinho – retruca Leviatan.

E os dois começam a lutar, a Senhora e outros anjos também lutam. Enquanto isso, Diego pega Lúcia e os dois fogem daquele lugar.

- Para onde está me levando? – se desespera Lúcia.

- Para um lugar seguro. E eu não menti para você de novo, isso tudo fazia parte do meu plano. Estou do lado de vocês e sempre ficarei. E quero que você também fique comigo para sempre. Eu me apaixonei por você de verdade, desde o momento que lhe vi na escola, porém as forças sombrias tomaram meu corpo para me utilizarem como arma nessa guerra.
- Como eu posso acreditar em você? – pergunta Lúcia, ainda com medo.

- Lúcia, quando vocês tentaram fugir o Christopher me libertou, ele exorcizou o sombrio de mim. Mesmo eu estando aprisionado dentro do meu próprio corpo, eu via tudo que estava acontecendo. Acredita em mim, eu te amo – confessa Diego.



Umas explosões os interrompem e uma luz muito forte os cega por um tempo. Quando recuperam a visão, notam que os anjos e nefilins estavam caminhando em sua direção, alguns sendo carregados por outros.

- O que é isso? Ganhamos? - pergunta Lúcia

- Não sei, mas ao que parece sim. Nós ganhamos - responde Diego.

Os dois se abraçam e quando os outros chegam perto deles o pai de Lúcia fala que eles ainda tem muito trabalho curando os feridos. Eles dão as mãos, se concentram e começam a agir. Colocam as mãos nos ferimentos e eles são curados. A guerra chega ao fim. O bem venceu o mal. Todos estavam felizes, principalmente Lúcia e Diego, que agora poderiam namorar em paz, com o consentimento dos pais de Lúcia e o dos arcanjos.  

* * *
             16 anos depois ...

Lúcia e Diego casaram-se e continuaram morando em Londres. Tiveram um filho chamando Dionísio, e que neste dia estaria completando seus dezesseis anos de idade. Os três, caminhando por um shopping da cidade, passam em frente a uma vitrine espelhada. Dionísio repara no espelho, observa uma pessoa transfigurada e aterrorizante, se assusta e pergunta o que era aquilo. Lúcia e Diego olham para o local e não veem nada, porém continuam a caminhar pelo shopping. Dionísio fica parado no mesmo lugar olhando o espelho e vê que o espectro se aproxima dele e sussurra em seu ouvido:

- A guerra ainda não acabou e eu vou me vingar dos seus pais e farei isso por meio de você. Até a próxima!


De repente o espelho quebra e o menino cai no chão. O espirito de Leviatan não havia morrido, ele só esteve descansando e recuperando suas forças para uma nova guerra. Leviatan era agora o Rei dos Demônios e Dionísio o novo iluminado.