Menu Fixo

Menu-cat

08 outubro, 2015

Iluminados – 10º Episódio (Final)


 Sinopse original: Marcus Costa
 Autores: Marcus Costa e Ronald Onhas
  Direção de roteiro: Ronald Onhas

- Sim, meu filho. Sou eu, vim para vencermos essa batalha juntos - diz Daniel.

Raul vai até seu pai para abraçá-lo, mas enquanto está indo, Leviatan levanta, pega a clave que o atingiu e a transforma em uma lança. Em seguida,  faz um corte em sua própria mão e professa, em susurro, algumas palavras. Envenena a lança com um feitiço mortal e joga na direção de Raul.
Daniel avisa o filho, mas em vão. A lança o acerta em cheio e ele cai, morto, no chão. Loyane e Daniel desesperam-se em choro. Leviatan aproveita  o momento e foge.

* * *
A luta entre o bem e o mal continua. Uma chuva forte começa a cair, raios e trovões tomam o céu. Loyane sai correndo, desesperada, do galpão, em busca de Lúcia, para que ela possa ajudar Raul a se curar e tentar sobreviver. Mas, já era tarde demais, o veneno da lança já tomara o corpo completo de Raul, e acaba morrendo. Daniel e os outros anjos ficam furiosos e acabam lutando com todas as suas forças contra os demônios, e aos poucos vão vencendo cada um deles.
Só restava Leviatan e a Chefona. Ninguém sabia onde encontrá-los, apenas Diego, que é bombardeado de perguntas, mas uma se sobressai. Lúca dispara:

-Diego, se você nos ajudar a acabar com eles eu te perdoo!

- É claro que eu ajudo. Tudo o que eu mais quero é o seu perdão. Eu te amo tanto, Lúcia. Tenho um plano que pode acabar com essa guerra e trazer a paz ao mundo novamente. Confiem em mim dessa vez – suplica Diego.

Diego conta seu plano à todos. Eles estavam desconfiados, mas aceitaram seu plano. E então Diego sai para pôr em pratica o que planejara.

* * *

Em algum lugar do subsolo, Leviatan contava a Senhora, chefe dos demônios, como derrotou Raul, e se lamentava por estarem perdendo a guerra. De repente Diego aparece e diz:
- Tenho um plano para ganharmos essa guerra. Disse aos anjos que tinha um plano para que eles ganhassem, mas menti. Lúcia me perdoou e vou me encontrar com ela mais tarde. Vocês podem ir juntos e, assim, pegamos ela de surpresa. Desse jeito fazemos  os anjos se renderem para salvarem a sua vida Podem falar, eu sou demais não é?!

-Excelente!!! – exclama a Chefona. Vamos fazer isso, e se seu plano der certo, promoverei você para o cargo de Leviatan e rebaixarei este imprestável.

- Não faça isso, chefa. O que consegui hoje não valeu de nada? -  resmunga Leviatan.

- Valeu, mas foi muito pouco. Seus planos já estão ultrapassados, você está ultrapassado. Precisamos de novidade. Sangue novo e a força de um jovem, como Diego. E vamos testá-lo hoje, e não discuta comigo - responde a Senhor, irritada.

* * *
Na hora marcada, Diego e Lúcia se encontram e conversam por algum instante, em um clima tranquilo de paz. Mas Lúcia percebe um movimento, Leviatan e a Senhora prontificados ao seu redor.

- Hahahaha - ri, maleficamente, a Senhora. Agora a guerra está ganha.

- Você mentiu para mim outra vez ? Diego?! Como pode nos enganar? - pergunta Lúcia chorando.

- Não tive escolha. Eles são a única família que me resta. Preciso defende-los. 
- Parabéns, Dieguito- ironiza Leviatan, gargalhando.

A Senhora ordena que Leviatan segure Lúcia e exige que Diego a mate, bem ali, em sua frente, para provar sua lealdade. Mas, os demônios são surpreendidos pelos anjos e nefilins. E a luta recomeça, dessa vez os anjos ficam em maior número e levam vantagem na guerra.

- Deixe que o Leviatan é meu! - disse Daniel. Vou vingar a morte de meu filho!

- Vem, pode vir! Você terá o mesmo fim que seu pobre filhinho – retruca Leviatan.

E os dois começam a lutar, a Senhora e outros anjos também lutam. Enquanto isso, Diego pega Lúcia e os dois fogem daquele lugar.

- Para onde está me levando? – se desespera Lúcia.

- Para um lugar seguro. E eu não menti para você de novo, isso tudo fazia parte do meu plano. Estou do lado de vocês e sempre ficarei. E quero que você também fique comigo para sempre. Eu me apaixonei por você de verdade, desde o momento que lhe vi na escola, porém as forças sombrias tomaram meu corpo para me utilizarem como arma nessa guerra.
- Como eu posso acreditar em você? – pergunta Lúcia, ainda com medo.

- Lúcia, quando vocês tentaram fugir o Christopher me libertou, ele exorcizou o sombrio de mim. Mesmo eu estando aprisionado dentro do meu próprio corpo, eu via tudo que estava acontecendo. Acredita em mim, eu te amo – confessa Diego.



Umas explosões os interrompem e uma luz muito forte os cega por um tempo. Quando recuperam a visão, notam que os anjos e nefilins estavam caminhando em sua direção, alguns sendo carregados por outros.

- O que é isso? Ganhamos? - pergunta Lúcia

- Não sei, mas ao que parece sim. Nós ganhamos - responde Diego.

Os dois se abraçam e quando os outros chegam perto deles o pai de Lúcia fala que eles ainda tem muito trabalho curando os feridos. Eles dão as mãos, se concentram e começam a agir. Colocam as mãos nos ferimentos e eles são curados. A guerra chega ao fim. O bem venceu o mal. Todos estavam felizes, principalmente Lúcia e Diego, que agora poderiam namorar em paz, com o consentimento dos pais de Lúcia e o dos arcanjos.  

* * *
             16 anos depois ...

Lúcia e Diego casaram-se e continuaram morando em Londres. Tiveram um filho chamando Dionísio, e que neste dia estaria completando seus dezesseis anos de idade. Os três, caminhando por um shopping da cidade, passam em frente a uma vitrine espelhada. Dionísio repara no espelho, observa uma pessoa transfigurada e aterrorizante, se assusta e pergunta o que era aquilo. Lúcia e Diego olham para o local e não veem nada, porém continuam a caminhar pelo shopping. Dionísio fica parado no mesmo lugar olhando o espelho e vê que o espectro se aproxima dele e sussurra em seu ouvido:

- A guerra ainda não acabou e eu vou me vingar dos seus pais e farei isso por meio de você. Até a próxima!


De repente o espelho quebra e o menino cai no chão. O espirito de Leviatan não havia morrido, ele só esteve descansando e recuperando suas forças para uma nova guerra. Leviatan era agora o Rei dos Demônios e Dionísio o novo iluminado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário