Menu Fixo

Menu-cat

23 dezembro, 2015

O que você tem contra uva passa? - por: Ronald Onhas




Antonella sempre fora diferente. Enquanto ela brincava com os amigos imaginários, as outras crianças brincavam com gente. Enquanto todos entravam para suas casas durante um temporal, ela corria para a chuva e fingia ser a Tempestade do x-man. As outras crianças comiam as massinhas da escola, já ela esculpia shoppings centers de argila. E ninguém ousava falar que sua escultura não parecia tal, que Antonella embirrava e trancava a cara, ameaçando a soltar uma língua bem cumprida.
No natal ela se esbaldava. Com tanta comida só para elaaaaa, ela pensava. Comia, comia, comia, e queria mais. Era um prato, dois, três, quatro e alguém dizia “Chega Antonella, vai explodir”. Depois ela partia para a sobremesa, sobremesa parte 2, sobremesa parte 3 , sem contar com os inúmeros goles de refri. Antonella se acabava.
Enquanto seus primos, frescos e esnobes resmungavam sobre o tomate, a cebola, ou outro item necessário para temperar uma comida de natal, Antonella pegava os excluídos,dos cantinhos, dos pratos ,do restante da família. Ela nunca ligou pra isso. Amava que o povo deixava a uva passa no cantinho do prato. Como assim? “Por que ninguém gostava de uva passa?”“O que você tem contra uva passa?” Uma moça tão delicada, singela, amiga e saborosa – ela pensava.



Uva passas não fazia mal a ninguém, não era como a azeitona que podia matar alguém engasgado. Uva passa era tão singela e indefesa – porque será que era vítima dos (Haters).
Antonellaamavaaaaaaaaaaaaaaaa que seus primos não gostavam de uva passas. Era tudoo dela e todo natal era desse jeito. Uma vez, sua tia comprou os ingredientes para preparar a ceia de natal. Na véspera, da véspera, quando todos foram dormiranimados, com o natal que se aproximava. Antonella, na calada da noite, sorrateiramente, abriu a geladeira, farta de guloseimas, doces, sobremesas e sorvete. Qual criança não ama sorvete? Mas, Antonella foi mais a fundo: caçou entre os potes de requeijão, entre a maionese, tirou os refrigerantes da gavetinha, caçou entre as frutas, e nada de achar a sacola de uva passas.



“Dessa vez eu acho você”- pensava Antonella. Todo ano era assim, sua tia e familiares escondiam o pote de uva passa na véspera da véspera, pois se Antonella achasse comia tudo. Uma vez a menina comeu 1kg de uva passa sozinha, não sobrou nenhuma pro arroz colorido de natal. E a cretina nem passou perto do banheiro, não teve nadaaa! Os parentes falavam “essa menina tem estômago de elefante”.

Outra vez Antonella arrumou confusão com sua melhor amiga do pré-II, a KizzyGabryele. As duas eram supeeeeer amigas e KizzyGabryele ganhou dos padrinhos uma caixa trufada de panetone de chocolate. É claro que de inicio, Antonella ficou com uma invejinha cor de panetone, mas depois seus pais também lhe deram um panetone do clássico, coberto com uvas passa. A briga maior, que chegou a durar 1 dia, 12 minutos, e 43 segundos, foi quando Kizzy Gabriele inventou de falar mal do panetone tradicional com uva passas, que Antonella tinha ganhado.  



A menina virou uma rena do papai noel, porém daquelas bem raivosas. Antonella disse que panetone de verdade era de uva passas e que Kizzy Gabryele – sua ex-bff -  era vítima do consumismo barato de natal e que desse jeito ela estragava a magia do natal. “Onde Antonella escutara aquelas coisas?” – pensou uma de suas tias presenciando a discussão calorosa das duas meninas do pré-II.

 No final das contas, as mães acabaram entrando na discussão. A mãe de Kizzy Gabryele disse que Antonella era respondona, invejosa e mau criada. Pra que?! A tia de Antonella foi com unhas e dentes defender a sobrinha faltou tacar panetone na cara da mãe de Kizzy Gabryele. 


No final das contas, Antonella conseguiu fazer com que Kizzy comesse um pedaço de panetone com uvas passa, daí as duas disputaram quem achava mais uva passas no panetone de natal e a brincadeira foi até o Réveillon.

por:  Ronald Onhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário