Menu Fixo

Menu-cat

27 janeiro, 2016

RESENHA CRÍTICA: Simplesmente Acontece (livro)




Título: Simplesmente Acontece/ Where rainbows end.
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas:  448
Autora: Cecelia Ahern




            “Simplesmente Acontece”, da escritora irlandesa Cecelia Ahern, e também autora, do Best-seller “P.S Eu te Amo”, apresenta uma comédia romântica SIMPLESMENTE fofaaaaaaaaaaaaaaaa ao extremo. O casal protagonista, que na verdade – não são “tão casal” assim -  são uns fofos. Rosie e Alex são amigos desde criancinha e levam essa paixonite x amizade por anos nos puxando pra ligação interminável de amor.



         A leitura do livro é super rapidinha. Apesar das 448 páginas, a escritora conta a história por meio de emails, bilhetes, cartas, e conversas em aplicativos e salas de bate-papos, desse jeito a leitura flui com agilidade e fica super gostoso de ler.
           

    O livro já é “cute” por ser uma comédia romântica e nos apresentar os diálogos, desabafos, discussões de Rosie e Alex. O mais legal é que também podemos observar fatos e opiniões de outros personagens como Katie; filha de Rosie, Toby; amigo da filha de Rosie, Stephanie; irmã de Rosie, e da minha personagem predileta, a Ruby – melhor amiga de nossa protagonista. Durante os emails e afins ficamos sabendo dos acontecimentos do tipo: o nascimento de Katie, o primeiro casamento de Alex, o nascimento do filho de Alex, a oferta de emprego de Katie e muitos outros que não posso falar por ALERTA DE SPOILER.


Uma das partes que mais gosto no livro (alerta de spoiler) é quando Rosie entra no bate-papo dos Divorciados Aliviados de Dublin, logo após se separar do seu marido, e no meio virtual encontra pessoas simplesmente doidinhas, que entoam mais humor à historia. A história de amor entre dois amigos de infância é cativante, fofa, e tecida com muita dose de afeto e desencontros da vida.
Acredito que Cecilia Ahern conseguiu desenrolar uma teia diferente de “P.S Eu te amo” por modular a história com emails e novas tecnologias, desse modo a roupagem do livro ficou diferente, porém a essência romântica e (às vezes) piegas prevaleceu bem no fundinho. Enfim o livro é para todos que acreditam no amor e, claro, para aqueles que não acreditam que com certeza vão ser cativados com as trocas de amor do casal protagonista.
Quem não assistiu o filme .... corre e vá assistir porque o filme também é maravilhoso. É claro que no livro acontece zilhões de coisas a mais, entretanto o filme não deixa a desejar. 

Abraceijos. 

6 comentários:

  1. Eu simplesmente amo esse livro, trocadilho horrível, eu sei haha O filme mesmo sendo bem diferente é tão bom que eu já assisti cinco vezes, sério!
    Adorei a resenha <3

    http://clichesou.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fernanda! Ficamos felizes por você ter gostado da resenha, também amo o filme, é muito bom!

      Excluir
  2. Eu AMO o filme desse livro, infelizmente ainda não li ainda mas, eu estou morrendo de vontade acho que vou precisar compra-lo mesmo não vai ter jeito, que história <3

    Xoxo :*
    www.isabelamingues.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isa!
      Realmente ... que história!
      É aquele velho clichê ... se o filme é lindoo, o livro é melhor ainda. Neste caso literalmente.

      Bjs, obrigado por comentar!

      Excluir
  3. Assisti esse filme com minha irmã, reclamando, porque filmes com essa temática nunca chamaram a atenção. Resultado? Me arrependi profundamente de ter torcido o nariz, é muito fofinho. Cena favorita: ao invés de ser a mãe dela indo ajudar, é o pai. Viu só, como não chorar? Amei o post, sucesso! ♥

    Blog • Disse o Corvo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila.
      O pai dela é um fofo, pena o final dele né ? (spoiler)
      O filme é todooo fofinho, principalmente, o casal Rosie e Alex <3

      Bjs, obrigado por comentar.

      Excluir