Menu Fixo

Menu-cat

29 junho, 2016

Prova final- Entrelinhas e Likes!



Olá, Entrelinhas!

Como vocês viram no post de ontem saíram muitas informações sobre o reality, os finalistas do “Entrelinhas e Likes” já foram selecionados como também o destaque da semana. E agora nós chegamos à última prova do reality!

Os finalistas desta vez terão como tema do último vídeo a Cultura Pop!




Vale falar sobre música, filmes, livro... Uma infinidade de coisas cabe nesse tema! Os participantes terão de no mínimo 2 minutos e no máximo 5 minutos para abordarem a temática. Queremos muita criatividade de vocês, arrasem e fechem o reality com “chave de ouro”! Fiquem à vontade, e não se esqueçam de seguir a temática e os critérios:

- Duração do vídeo;
- Entrosamento com o assunto;
- Conteúdo;
- Edição.


Boa sorte a todos!

28 junho, 2016

DESTAQUE DA SEMANA 02 – Reality: Entrelinhas e Likes



Olá eleanáticos! 

Vamos aos trabalhos? Afinal, hoje é dia de conhecer o DESTAQUE DA SEMANA, aquele participante que se destacou dos demais, seja por entrosamento com o assunto ou pelo conteúdo da prova.  Esta semana foi bem turbulenta, com a temática “SOMOS CAPIXABAS” os participantes precisavam criar um vídeo que abordasse alguma temática relacionada com o nosso estado, Espírito Santo. Os participantes ficaram livre para falar de música, culinária, sotaque – ou seja, qualquer tema. 



A maioria dos participantes não recebeu a temática com grande animação, alguns acharam o tema desinteressante para o “público” deles, outros já acharam difícil criar um conteúdo com a temática da semana. Tudo bem que o tema não era tão universal, mas estamos em um reality.  
Um reality é um desafio, e nós (incluo, o blog também) precisamos estar dispostos a nos superar e sair de nossa zona de conforto. O que faz um canal bombar, nem sempre são os números – (obvio, que números são importantes), mas também o conteúdo, afinal o conteúdo mostra o que youtuber/ vlogueiro pretende mostrar com seu canal. 


Como eu disse foi uma semana turbulenta, e muita coisa aconteceu: mais uma vez os participantes Edivaldo, do canal “ Tá Lascado”, e os meninos Weverton e Felipe do canal “ Junção Anônima”  não cumpriram suas provas, provocando a ELIMINAÇÃO deles. Ah, outro que foi ELIMINADO, foi o divertido Gabriel Simmer, do canal “OiSimmer” - ele desistiu do reality por motivos pessoais.
Outras participantes que surpreenderam foram as meninas: Cris Vieira, do canal “ Cris Vieira” e Naju, do canal “HashtagBrilha Naju”, que haviam ido muito bem na semana anterior, mas nesta semana não mandaram a prova. Vale lembrar, que a Naju teve um contratempo com seu cão de estimação, que provavelmente acarretou na sua não participação.
Ah, o nosso JURADO CONVIDADO da semana, quer dizer jurada, rs – foi a querida e amiga Marília Britto, do “Marília Britto - Dicas de Inglês”, a também youtuber nos ajudou com a avaliação dos quesitos. (Inscrevam-se no canal dela)


Tanto Deborah do “Débora Gaspari”, quanto o Dan, do canal “E ae, beleza gente?” tiveram destaques semelhantes. Os dois participantes se propuseram a pesquisar sobre a temática, para mostrar um melhor entrosamento com o tema, por final o conteúdo do vídeo deles teve um excelente desempenho. Em critérios de edição, os dois tiveram praticamente empatados, mas o que fez a diferença nessa prova foi a pesquisa dos participantes.


Para finalizar os dois participantes se mostraram excelentes youtubers, pois cumpriram o desafio. É o DESTAQUE DA SEMANA foi a querida e divertida Deborah do “Débora Gaspari”. Parabéns, Deb!
            Agora uma notícia SURPRESA: o reality foi encurtado, e com isso a FINAL será na semana que vem. Isso mesmo, semana que vem! E sabe quem nós escolhemos para serem os FINALISTAS? Débora e Dan – isso mesmo. Os dois estão na final pelo comprometimento com o reality e o ilustre destaque.


 Parabéns a todos os participantes e fiquem de olho no BLOG, pois amanhã daremos mais detalhes sobre o tema da semana.
Abraceijos !

27 junho, 2016

Resenhas do Abou: Como eu era antes de você (filme)



Olá, leitores do Entrelinhas e Afins! Que tal ler mais uma resenha? Hoje é dia de filme né?! E o filme a ser resenhado hoje estreou dia 16 de junho nos cinemas e está sendo um sucesso de bilheterias e repercussão. Estou falando de ‘‘Como eu era antes de você’, baseado no livro de mesmo nome, da escritora Jojo Moyes. Eu não li o livro, e em nenhum momento isso me prejudicou no entendimento da trama.


‘‘Como eu era antes de você’’ inicia-se mostrando um casal bonito e jovem: Will (Sam Claflin) e sua namorada. Num dia chuvoso, o rico rapaz é atropelado por uma moto. Passam-se cinco anos e o filme começa a falar da história de Louisa Clark (Emilia Clarke), uma jovem de família humilde, que trabalha para ajudar seus pais financeiramente, visto que seu pai está demitido. Louisa, até então vendedora em uma loja de doces, é demitida por causa do fechamento da loja, e se vê obrigada a procurar um emprego.
Após algumas procuras, ela é aceita para cuidar de Will, que se tornou tetraplégico após o acidente e vive em uma cadeira de rodas, na casa dos pais, sem sua antiga namorada, que agora está prestes a se casar com o melhor amigo de Will. Até então fechado para Louisa, Will vai se abrindo para a moça, que tenta diversas maneiras para alegrá-lo e fazer bem seu serviço. Antes em casa toda hora, Will passa a sair bastante com Lou. Dessa relação começa brotar uma amizade e também um amor.


Mas, nem tudo são flores. Will começa a apresentar febres um pouco frequentes, e Lou descobre que antes mesmo da sua chegada, ele havia decidido a eutanásia. Para quem não sabe, eutanásia é a decisão do paciente terminal que escolhe morrer, sem dor nem sofrimento, pois prefere não viver com a doença, suas dificuldades e o pouco tempo que resta de vida. Desta forma, Lou continua tentando convencer Will a trocar de ideia e essa é uma questão fundamental no livro, principalmente em seu desfecho, que vou me segurar para não soltar aqui.
Mesmo já tendo lido um livro também de romance recentemente (Minha última duquesa), o filme de hoje, ‘‘Como eu era antes de você’’ é bem diferente desse último e também de outros filmes do gênero que já assisti, como ‘‘A culpa é das estrelas’’. Você deve estar se perguntando por que eu disse que eles são diferentes, já que muita gente acha as histórias muito parecidas. Diferencio-os pela abordagem dos problemas de saúde e da intensidade das tramas. Apesar de não ter lido o livro, sei que muitas coisas do livro são tocadas superficialmente no filme e outras são melhor exploradas, como o egoísmo de Patrick (Matthew Lewis), o namorado da protagonista Louisa.
O roteiro do longa foi escrito por Jojo Moyes, autora do livro, algo que assegura a verossimilhança entre as duas obras.É fato que o drama de tetraplégicos não é uma novidade no cinema. Filmes como ‘‘A teoria de tudo’’ já abordaram o mesmo tema, porém como volto a falar, a abordagem foi bem diferente das outras já vistas. 


Gostei bastante do perfil da protagonista do filme. Não se trata de uma garota magérrima, loira, de olhos claros, e de outras características dos padrões de beleza atuais. Pelo contrário, Louisa é uma moça extremamente comum, até cafona, por usar suas roupas fora de moda, como a meia de abelhas, que é dada por Will no seu aniversário. Logo no início da relação entre os dois, foi muito interessante ver a resistência e o cinismo dele contra a alegria e a boa vontade dela.
Sobre os figurinos, não tenho muito que falar, pois eles falam por si. Todos são muito bem apresentados, até mesmo as roupas bem cafonas de Louisa, que contribuem para alguns momentos de risadas nessa história tão dramática e emocionante. Todo o charme de Will é mostrado em suas roupas elegantes. Destaco aqui as roupas de Will e Lou no dia em que foram a um concerto (não tenho certeza) e ela estava com um vestido vermelho e ele de terno. Essa é até a foto da capa do filme. Em relação aos cenários, destaco a mistura entre os ambientes novos e os mais antigos que são mostrados. Os castelos e as ruínas dão um toque dos romances medievais que combina bastante com o longa. 


Já a trilha sonora é algo a parte. Achei a escolha das músicas muito boa. O som romântico de Ed Sheeran em músicas como ‘‘Photograph’’ combinou bastante com o clima da trama. A direção de Thea Sharrock é extremamente competente. O elenco é muito bem dirigido, não tendo furos na trama nem momentos de incoerência, o que se deve também ao ótimo roteiro que conta com Scott Neustadter e Michael H. Weber, responsáveis também pela adaptação de ‘‘A culpa é das estrelas’’. A fotografia também tem seu mérito, por focar bem nos rostos dos protagonistas quando estão juntos.
Em relação ao elenco, destaco o trabalho de Sam Claflin (Will) e Emilia Clarke (Louisa), além de Janet McTeer, como Camilla Traynor, a mãe de Will, uma mulher extremamente preocupada com seu filho. Emilia, o grande destaque, conseguiu compor uma Lou carismática e atrapalhada que encanta qualquer um.


Muito mais que eu filme para emocionar, ‘‘Como eu era antes de você’’ levanta algumas questões como a polêmica eutanásia, que divide os fãs e o preconceito a filmes legendados, abordado em duas cenas: uma entre Will e Lou, e em outra entre Lou e Patrick. Se você não leu o livro, assista ao filme; e se leu, também assista. Só já vou avisando que o final pode não agradar a todos. Para terminar hoje, tenho uma frase desse grande sucesso: “Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.”

25 junho, 2016

A leitura nos torna pessoas mais felizes



Atenção leitores de plantão: ler também é uma fonte de felicidade. Pode-se constatar que as pessoas que leem assiduamente mostram-se mais de bem com a vida, mais satisfeitas.  Os leitores são mais felizes que os não leitores. Será porquê gente?
       Vou listar aqui alguns caminhos da leitura para o bem-estar com si próprio e com o mundo!



  •   Refletir sobre nossa própria história, princípios, valores, pensamentos e atitudes o   que gera um autoconhecimento de nosso eu.


  •  Cultivar a empatia, já que quando lemos um livro convivemos com uma diversidade de personagens e nesse envolvimento aprendemos a entender o sentimento do outro;

  •  Ler faz vir à tona um acervo de lembranças, memórias que podem trazer consigo momentos agradáveis;



  • Nos torna pessoas abertas para conhecer coisas novas coisas, culturas, surpresas, aumenta a criatividade.

  • E quando nos identificamos com um personagem do livro?! Não há sensação melhor, aproximar o livro da vida real, criar esse vínculo traz felicidade.

  •  A leitura nos permite relaxar de uma maneira extraordinária, ler é um tipo de terapia, já que através dela conseguimos deixar de lado um pouco o mundo e seus problemas.

  •  Ler também afasta a solidão, livros podem ser companheiros fiéis e arrancar altas risadas, emocionar, fazer vir à tona um turbilhão de bons sentimentos.

  •  Fazer amizades com leitores é muito bom, ainda mais quando se têm livros em comuns na bagagem, aí é assunto para dar e vender, a conversa rende de uma maneira impressionante.
  •  Ler pode mudar sua vida. Sempre tem aquele texto, aquela história que nos toca mais, que nos faz sentir diferente, que nos faz pensar em tudo que fazemos e vivemos e querer mudar.  É isso, você pode se tornar uma outra pessoa após uma leitura.


        São tantos detalhes da leitura que nos torna pessoas felizes e quem experimenta esse hábito não quer abandonar nunca mais. E você já leu hoje?  Está esperando o que para pegar um livro e ser feliz?


Abraços e Beijos Eleanáticos!!




24 junho, 2016

Meus personagens preferidos de TEEN WOLF



Olá eleanáticos , tudo bem?
Tem um tempinho que nós não falamos de séries, afinal não somente de livros e literatura vive o “ELEA”, mas também de séries. Afinal, séries é vida <3  Esta semana consegui atualizar uma de minhas séries prediletas, e agora estou em dia com TEEN WOLF


Já, esperando, ansiosamente, pela 6ª temporada!  Para matar um pouco essa ansiedade, resolvi usar a TAG #PERSONAGENS PREFERIDOS, para enlaçar o post de hoje. Preparei um TOP 3 bem particular, afinal são os meus preferidos “ever”. 

Vamos lá ?

1 - Stiles Stilinski 


 Não tem como falar de Teen Wolf sem mencionar Stiles, o personagem interpretado por Dylan O'Brien, apesar de não ser o protagonista da série e muito menos ser um lobisomem, o personagem é o “cabeça” que movimenta a trama. Talvez pelo fato de ser o único “normal” (humano) no bando de Scott, faça que o personagem se destaque dos demais. 
 

Além de ser muito inteligente, o filho do xerife também é muito sarcástico, e diverte o público com suas cenas hilárias. Tudo bem que nessas últimas temporadas, o personagem estava bem “sinistro’, mas desde o começo da série, Stiles providenciava as melhores cenas de comédia de Teen Wolf. 



Apesar de Stiles ter envolvimento com Lydia e Malia, o público inovou ao shippar o seu personagem, com o personagem de Tyler Hoechlin, o beta Derek Hale – as cenas entre os dois bombavam de comentários na rede. Stiles é um dos meus personagens preferidos por ser bondoso, inteligente e por cultivar uma amizade lindaaaaaaa e sincera com o Scott.

2  - Derek Hale



 Apesar de está fora da série, o lobisomem Derek Hale, é um dos meus personagens prediletos. O beta Dereck é sexy, forte e corajoso por conta de seus atributos, dava a série muitas cenas de luta e uivos, rs. Além disso, ele tinha umas dualidades interessantes, enquanto Scott preza pelo “certo”, o beta não poupava limites para conseguir o que precisava, seja ferir, morder ou matar alguém. Enfim, ele sempre será o colírio de Teen Wolf. 



Acho que o personagem faz muita falta na série, e duvido que o ator volte, já que Tyler Hoechlin foi confirmado como Super Homem, na série Supergilr. Mas, tudo pode acontecer, no mundinho fantástico dos lobisomens.





3- Allison Argent


É, eu sei que Allison, interpretada pela Crystal Reed -  não está mais na série, apesar de ter feito uma participação MEGA ESPECIAL num episódio dessa season 5. Mas vamos ao que interessa: Alisson é linda, extrovertida, corajosa, habilidosa, inteligente, justa – poderia fazer centenas de parágrafos para elogiar a personagem. Simplesmente amava a questão do amor proibido entre ela, uma caçadora e Scott –  um lobisomem. Ah, que saudades das cenas de luta de Alison! 



(SPOILER) A morte da personagem foi umas mais tristes e sensíveis que já assisti em termos de séries, só para lembrar  Allison morreu nos braços de Scott depois de tentar salvar Lydia de um demônio. É claro, impactou todos, pois era a mocinha da série. Contudo, Alisson é icônica, pois era uma mocinha sem “mi mi mi”. Que desculpem os fãs da linda Kira Yukimura, mas Allison sempre foi e será insubstituível. 

ESSA FOI MINHA PEQUENA E RÁPIDA LISTA, APENAS PARA FALAR DE UMA SÉRIE QUE GOSTO BASTANTE E DESTACAR OS PERSONAGENS QUE AMO. QUE ESSA 6ª TEMPORADA TRAGA MAIS PERSONAGENS INTERESSANTES. É CLARO, BASTANTE LOBISOMENS, rs.

 AH, COMENTEM QUAIS SÃO OS PERSONAGENS PREFERIDOS DE VOCÊS! 

Abraceijos.