Menu Fixo

Menu-cat

27 agosto, 2016

Biblioteca de Castelo (ES) proíbe cidadãos de fazerem empréstimos de livros

Olá, elenáticos!

Eu sei que comecei esse post com um título bem SENSACIONALISTA, parecendo sair daqueles programas da TV aberta, bem do horário das seis, que, literalmente, fazem as câmeras balançarem de tanto exagero! Porém essa era a intenção.
Como alguns sabem estou residindo na localidade de “Conduru”, distrito de Cachoeiro de Itapemirim, minha cidade. Esses dias, eu, como um “turista”, incentivador de leitura e blogueiro resolvi conhecer a Biblioteca da cidade de Castelo.
Confesso que, inicialmente, o que me chamou atenção foi que no centro da cidade há uma espécie de “mini castelo” fazendo referência ao nome da cidade. Logo após, descobri que naquele “castelo”, funcionava a Biblioteca do Município, e no segundo andar acontecia às reuniões dos membros da Academia de Letras da cidade.


Resolvi entrar no estabelecimento cultural e conhecer as obras da biblioteca, afinal eu estava com tempo ocioso. Por que não conhecer os exemplares da biblioteca de Castelo? Os funcionários da Biblioteca foram bem receptivos e responderam meus questionamentos acerca da logística do estabelecimento de forma educada. Contudo, a biblioteca possui uma diversidade de livros desde a temática infantil, até os Best-sellers. Até aí tudo bem ....
Então, eu sondei sobre a possibilidade de empréstimo de livros, afinal a biblioteca parecia um harém para qualquer amante da literatura e um livro a mais não faz mal, né? Porém, quando informei que eu residia na localidade de Conduru, a funcionária disse que eu não poderia fazer empréstimos de livros naquela biblioteca, pois o distrito de “Conduru” não pertence a cidade de Castelo ( onde fica localizada a biblioteca). “Absurdo” – pensei!
Ah, você pode se tá perguntando o porquê de minha indignação? Pra quem não entendeu eu explico: é que Conduru fica, aproximadamente, 20 minutos ( de ônibus) de distância da cidade de Castelo, já Cachoeiro de Itapemirim fica, fica, aproximadamente, 40 minutos ( de ônibus). E daí?


E daí que os moradores de Conduru utilizam muito mais a cidade de Castelo como centro comercial, do que a cidade “mãe”,afinal é muito mais próximo e rápido. Os moradores, em suma maioria, frequentam o bares, restaurantes, bancos, lojas, supermercados  e órgãos públicos da cidade de Castelo. Porque limitar a “literatura”? Porque restringir o acesso e empréstimo de livros?
Até entendo que essa exclusão seria para resolver possíveis empréstimos não devolvidos, que, provavelmente, dariam dor de cabeça para os funcionários. Mas, porque não fazer uma tentativa de “aceitação”? É ridículo a região geográfica possibilitar ou não o acesso a leitura! Já é raro termos amantes de leitura ou pessoas que possuem o hábito de fazerem empréstimo. E ainda temos “barreiras” ridículas que impedem o acesso a leitura?


Apenas coloquei o meu ângulo como blogueiro e oportunizador de leitura e acho – estou certíssimo. Vamos clamar por mais facilidades de adesão a cultura e menos “barreiras”, afinal para Literatura não existe região geográfica ou situação financeira. A literatura não é egoísta, vamos nos espelhar nela, que tal?

Abraceijos – de um post um “cadinho” revoltado!!!

25 agosto, 2016

Lugares que eu quero muito conhecer!



     Viajar é tudo de bom, conhecer novos lugares, pessoas, novas culturas. É um aprendizado enorme misturado com diversão. Sempre fico imaginando os lugares no mundo que eu quero conhecer e resolvi compartilhar esse sonho com vocês!! É muito difícil escolher os lugares que mais quero conhecer, pois a lista é grande! Então vamos lá....


Pernambuco

Resultado de imagem para belezas de pernambuco

      Sempre tive vontade de conhecer por ser um lugar colorido, quero dançar frevo, ver os bonecos de Olinda, apreciar as piscinas naturais de Porto das Galinhas e não poderia esquecer do Arquipélago de Fernando de Noronha!

Foz do Iguaçu - Paraná
Resultado de imagem para belezas de foz do iguaçu

     Visitar as Cataratas do Iguaçu deve ser uma experiência e tanto. Ver e sentir toda a aquela queda d’água do Rio Iguaçu, é tudo muito belo!!


Pelourinho – Salvador
Resultado de imagem para belezas de pelourinho, Salvador

        Lugar repleto de manifestações artísticas, me enche os olhos de vontade de conhecer a mistura de culturas que tem por lá. É arquitetura, dança, música, culinária, folclore e religião junto com o carisma do povo baiano só aumentam a vontade!


Grécia
Resultado de imagem para partenon

         A conhecida como o berço da civilização é um dos lugares que adoraria conhecer, já que amo literatura grega e tudo mais. Lugar cheio de monumentos, teatros, ilhas, cheio de história.


Itália
Resultado de imagem para Belezas da Itália

     Itália e sua culinária apaixonante é um lugar que quero muito visitar, repleta de patrimônios históricos. Terra de Dante, Boccaccio, Da Vinci e outros poetas, pintores, atores.


Montanhas rochosas - Canadá
Resultado de imagem para montanhas rochosas canadenses

       Montanhas cheias de neve para quem mora no Brasil é muito interessante. É uma região linda com trilhas, passeios de canoa e a natureza de grande beleza, preciso conhecer!


Índia
Resultado de imagem para belezas da índia

     Os saris, as cores, as tradições, tudo extremamente diferente das coisas que eu conheço. Tenho muita curiosidade para conhecer, principalmente o Taj Mahal. 

Orlando
Resultado de imagem para turismo em orlando

      Afinal, qual criança que nunca teve o desejo de conhecer o mundo da Disney, repleto de magia e sonhos?!

Egito
Resultado de imagem para Egito belezas

Gente sou apaixonada por aquelas pirâmides, então o Egito é um lugar que me encanta, por sua cultura fascinante, os faraós, as Pirâmides de Gizé e outras coisas.


Califórnia
Resultado de imagem para califórnia destinos

       E como diz a música de Lulu Santos " Eu vou pra Califórnia, viver a vida sobre as ondas, vou ser artista de cinema, o meu destino é ser star''. Realmente na Califórnia parece se viver uma vida de estrela, cabelos ao vento, vida de sonho e diversão.

       Bom é isso pessoal, espero que tenham gostado. Agora quero saber de vocês! Que lugares vocês pretendem visitar um dia?

Abraçooos!!

21 agosto, 2016

Meus 5 Clipes Musicais favoritos ( do momento)

Olá ,eleanáticos?!

Tudo bem com vocês?! Eu já estava com saudades.  Para quem não leu o post sobre as curiosidades do Entrelinhas e Afins, LEIA AQUI!  Modéstia á parte, o post bombou!  Hoje elaborei um post meio diferenciado da minha linha de produção. Montei um post com os vídeos-clipes que mais gosto, não somente por causa dos artistas e músicas, mas também pela carpintaria estética e fotográfica. Lembrando que são os vídeos clipes que mais gosto no momento!

 Será o meu TOP 5 de Vídeo Clipes. Vamos pra lista?!

01 - Taylor Swift - Everything Has Changed ft. Ed Sheeran - (“ Tudo Mudou”)

Quase todo mundo sabe o quanto sou apaixonado pelo músico Ed Sheeran, sei cantar todas as musicas dele ( do meu jeito, é claro, rs). E essa música dele com a Taylor Swift é tipo totalmente romântica. O clipe narra uma espécie de “meu primeiro amor”, aquelas paixonites logo no jardim de infância que a gente leva pra sempre no coração.


Não só porque o clipe é protagonizado por um casal de crianças, mas também pela sequência de cenas açucaradas, o clipe torna-se “fofo”.  A tradução da música seria “ Tudo Mudou” , que descreve as mudanças na vida do eu - lírico depois de conhecer a (o) amada(o).

02 - Ed Sheeran - Give Me Love – ( Dê-me amor)

Por favor, me dêem um desconto, mas eu sou perdidamente apaixonado pelo Ed Sheeran, amo praticamente todas as músicas dele. Também o cara é fera, né?! Enfim, eu sempre gostei da temática “anjos”, em filmes, séries ou até mesmo em clipes musicais. Daí, assisti o clipe do Ed e aquela lança do cupido do amor me enfeitiçou literalmente, rs.


A música é lenta, porém a melodia é deliciosa.  Acho o clipe lindo e também bem moderno, porque mostra que o amor, não somente, o “amor hétero”, também é possível, dando representatividade aos homossexuais. Em meio a algumas cenas percebe-se o romance de duas mulheres que aparecem passeando de mãos dadas, e também logo depois, se beijando de forma natural. Mais a frente, o clipe mostra dois rapazes se beijando na balada, concretizando o respeito às diversas formas de amar.
Contudo, o clipe tem uma produção de filme, e um final um pouco triste. Porém, a mensagem final foi alcançada, devemos “distribuir o amor”, assim como fazia o cupido. Não é a toa que a tradução seria “Dê-me amor”. O clipe é poeticamente apaixonante.

03 - Hozier - Take Me To Church - ( Leve-me para Igreja)

Vamos radicalizar um pouco? Sim, Hozier me conquistou a primeira vista. Ops, assistida! Sim, o clipe também é radical. Mostra literalmente o beijo entre um casal homossexual. A letra é baseada em ironias em um trecho se lê “ Se eu sou o pagão dos bons tempos”, referindo-se aos homossexuais.


O clipe parece narrar uma espécie de Ditadura Anti-Gay que promove a exterminação dos homossexuais. Em preto e branco, a obra descreve os conflitos de um provável casal gay que tenta escapar desse grupo de perseguidores enraivados. Apesar de parecer um coisa distante, a trama do clipe não é tão distópica assim, pois, atualmente, a sociedade enfrenta uma onda enorme de crimes de homofobia. No clipe o final é amargo, não muito longe de nossa infeliz realidade.
Entretanto, o que me fez amar esse clipe foi a letra da canção e as cenas, ao mesmo tempo forte, mas também subjetivas. Depois conheci mais o trabalho do Hozier – ele é ímpar. Quem não conhece caça o homem no you tube, logo!!!

04 – Adele - Send My Love (To Your New Lover)“Envie o meu amor ( Para sua nova amada)

Quem é a DIVA das divas internacionais? Quem? Pêra aí, to falando de internacional, porque se fosse do Brasil, seria a Marjorie Estiano, rs. Vamos voltar ao assunto ... Quem?


            Adele, é claro! Adele é boa em tudo que faz, a artista tem um timbre único e demonstra-se ser um ser humano maravilhoso. Esse clipe é para lá de gostoso, me encantei de primeira. Como eu só estava acostumado a assistir clipes da Adele com um tom carregado de melancolia, geralmente, crus ( no sentido bom), esse me surpreendeu.
            “Send My Love” é um clipe suave, divertido e simples. Apenas com um fundo negro, um vestido estampado, desfoques da câmera e alguns “carões”, a artista consegue nocautear a rede com milhões de acessos. Ela é única, né gente?!

            05 – Avril Lavigne - I'm With You – “Estou com você”

Tudo bem que eu falei (lá no título) que o post seria sobre meus clipes favoritos do momento, mas é que Avril Lavigne é eterna, assim como a beleza da pele dela, afinal a mulher/ menina aparentemente nunca envelhece. Mas, o que importa é “I'm With You” que nunca sai da minha cabeça, o hit fazia parte da trilha sonora da novela das oito, Mulheres Apaixonadas,  na época eu tinha o cd aqui em casa e escutava, praticamente todos os dias.


Apesar de “Estou com você”, tradução da canção de Avril, apenas mostrar a cantora andando atordoada entre festas e ruas de uma cidade americana, a procura do amado, o videoclipe tem uma sensação nostálgica para mim, acredito que por isso gosto tanto.

Espero que tenham gostado desse post, porque deu trabalho. Brincadeira, rs. Foi feito com muito carinho e amor e espero que vocês curtam. Ah, depois comentem quais são os clipes que vocês mais gostam, seja do momento ou não.


Abraceijos! 

14 agosto, 2016

Fim do ‘‘Resenhas do Abou’’? Ou um novo começo?

Para quem não sabe o Vitor Abou, já finalizou a segunda temporada do “Resenhas do Abou”. Mas, o colunista fez questão de deixar um recado para vocês, eleanáticos.


 “Eu, Vitor Abou, voltei, galerinha do Entrelinhas e Afins. Vim, especialmente, para me despedir desse quadro que conduzo desde novembro do ano passado. Foram 8 livros resenhados e muitos filmes também. Foi uma felicidade tamanha quando venci o reality ‘‘O roteirista’’ e tive o direito de postar algum conteúdo nesse blog tão querido, no qual já participei também da web série ‘‘Crônicas de um pesadelo quase esquecido’’.


Gostaria, primeiramente, de agradecer ao Ronald Onhas, pelo carinho que sempre teve e tem comigo, antes mesmo da minha chegada ao ELEA, e toda equipe do blog, pelos elogios e também conselhos sobre as resenhas. Depois, agradeço a vocês, leitores do ELEA, por terem lido cada resenha, comentado e por terem mantido esse quadro firme e forte.

Mas, como qualquer projeto, o ‘‘Resenhas do Abou’’ chega hoje ao fim, após, meses de resenhas. Isso não significa que eu sairei desse blog tão querido. Muito pelo contrário, já estou produzindo e pensando, com Ronald, no meu novo projeto, envolvendo séries, que vai voltar nesse segundo semestre. Aguardem!!!
E pra quem se perguntava ‘‘quem é Vitor Abou?’’, aí vai sua resposta.


Bem, o Vitor Abou é um garoto de 16 anos, do signo de gêmeos, que mora em Niterói (RJ), adora ler, escrever, ver novelas, algumas séries e também programas de culinária, como o Masterchef. É um garoto que acha difícil se definir e está sempre disposto a ajudar os outros, seja colaborando nas tramas de outros atores ou ajudando os mais necessitados, com projetos sociais. É um jovem determinado, confiante, mas também muito indeciso. Em 2012, ele entrou no mundo virtual e já escreveu cerca de 9 tramas desde minisséries até web novelas e séries, além de participar como apresentador de alguns programas, colunista e ser diretor geral da rede TV Novelas (TVN).
Atualmente, ele cuida do TVN, escreve a web série Meia Estrela e estuda bastante no 2° ano do Ensino Médio. No ano passado, ele lançou seu primeiro livro, ‘‘As vozes do Além’’, que tem o seguinte resumo:
‘‘A cidade de Salém é conhecida por suas bruxas e feiticeiras. O medo começa a tomar conta da população, quando misteriosas mortes ocorrem na noite do Halloween. Valyria vive sozinha em Salém, e assim como todos os outros moradores, quer saber quem anda cometendo os assassinatos. Nessa cidade também vive Charlotte, a dona da Mansão Mandark e da loja de artigos esotéricos Kabala. Ela recebe uma visita inesperada da irmã de seu falecido marido, Elizabeth, uma escritora falida. Com as mortes ocorridas, Charlotte pede ajuda a um amigo distante: o Dr. Edward, um médico renomado da Inglaterra. Além dele, a cidade conta com a ajuda do delegado Lee, que tenta resolver os crimes em um momento sombrio. Nessa cidade conhecida por seu lado macabro, também moram algumas bruxas, sempre prontas para praticar o mal. Com o tempo, a cidade de Salém também recebe outros mistérios e visitantes’’.

Então, pessoal, casos vocês queiram comprar o livro, procurem-no pelo facebook (Vitor Abou) ou email (vitorabou124@gmail.com) assim pode ser combinado sobre o envio do livro por correio e também a melhor forma de pagamento.
Novamente, MUITO OBRIGADO a todos vocês, leitores e equipe ELEA. Em breve, eu volto pra falar de séries. Não deixem de me acompanhar lendo Meia Estrela também.

Beijos e até daqui a pouco!

10 Curiosidades do “Entrelinhas e Afins” que você não sabia!

1 – Quase todo mundo, principalmente, as crianças chamam o blog de “Estrelinhas e Afins”.

 



2 – Chamamos, carinhosamente, o nosso público leitor de “eleanáticos”, e não foi nossa equipe que criou esse nome. Mas, sim uma leitora do blog que soltou o nome durante uma mesa redonda. Daí, catamos o nome e batizamos nosso público-leitor.


3 – Na formação inicial éramos 5 componentes, Ronald, Nathália, Loyane, Lorraine e Rênia,  mas no ano de 2015, as blogueiras Lorraine e Rênia se desligaram do blog por motivos pessoais.


4 – Inesperadamente, a saída das ex-componentes foi na semana do aniversário de 2 anos do blog.

5 – Até agora já fizemos parceria de livros com as escritoras Célia Ferreira, Elysana Louzada, Milena Paixão e também do escritor João Chagas.


6Claudiele Ribeiro adentrou na Equipe ELEA em Fevereiro de 2016, dando mais gás e conteúdo para o blog.


7 – O quadro mais famoso do blog é o “Gente como a gente”, na qual a cada semana uma pessoa é entrevistada e fala sobre suas preferências e intimidades literárias.

8 – O Entrelinhas e Afins atingiu no ano de 2016 a marca de plataforma virtual de maior visualização entre os blogs de Cachoeiro.


9 – Eu e Nathália já escrevíamos para o mundo virtual, enquanto eu escrevia web-séries nos sites de web´s e tinha um blog inativo, a Nathália já comandava um blog solo e também se divertia no mundo das Fanfics.


10 – Quando lemos os posts lá dos primeiros meses e os de atualmente temos orgulho, pois vimos o quão grande foi o nosso progresso e que valeu a pena prosseguir com o nosso sonho de semear literatura por meio do blog.


12 agosto, 2016

Contagem Regressiva: 3 anos do ELEA




            Ei pessoal do ELEA, nós estamos em contagem regressiva para o aniversário de 3 anos do blog!! E vou aproveitar para falar um pouquinho dessa família. Sou a integrante mais nova do grupo, a caçula que eles receberam muito bem!
        Conheci esses blogueiros na faculdade, quando cursava Letras. Sempre admirei o trabalho deles, a sagacidade em buscar coisas novas, a curiosidade de aprender, a cultura e o brilho que mora dentro deles e tudo mais. Acompanhei o começo dessa história e a força de vontade para fazer tudo acontecer, quando os amantes das letras resolveram se juntar e compartilhar com mais gente o que havia de melhor no mundo deles com muito amor e dedicação.
            E um dia fui pega de surpresa com o convite de participar dessa história, coisa que eu nunca imaginava. Fiquei mega-super feliz, já que temos certos amores em comum. Temos paixão por livros, músicas, filmes, gente, arte, lugares, vida. Além de admirar muito esses blogueiros. Nathi, Loy e Ronald, pessoas incríveis que juntos construímos uma relação de amizade linda. E hoje faço parte da família Entrelinhas e Afins com muito orgulho.
           E está chegando a hora de comemorar esse momento de muita felicidade para todos nós. Que venha muito mais, que a energia do ELEA possa atingir mais gente. Espero que esse mundo seja inovado a cada dia, que nos permita aprender e crescer cada vez mais com os eleanáticos que nos acompanham.  Agradeço à todos que fazem parte dessa história! E rumos as comemorações!!!

Muitaaaa luz e sucesso para nós!!

Beijoos e Abraços!!


07 agosto, 2016

GENTE COMO A GENTE com Jéssica Rodrigues, do “Leitora Sempre”

A brasiliense Jéssica Rodrigues, nos contou tudo sobre a história do “Leitora Sempre” e a importância do blog em sua vida. A publicitária, de 22 anos, formada em Publicidade e Propaganda, fã de “The Walking Dead” e “Star Wars” é a entrevistada do quadro Gente como a Gente de hoje. E ainda faz questão de comentar sobre as parceiras de equipe, Ana Paula e Brenda.

Leiam a entrevista!

01 – Como surgiu a ideia de criar um blog?
Eu era colunista do blog “Vivendo Livros”, depois também quis compartilhar minha paixão por livros com outras pessoas. Queria ter meu próprio cantinho para partilhar minha opinião com outras pessoas, mas o tempo que fiquei lá como colunista foi essencial para meu aprendizado e sou muito grata ao Bruno pela chance que tive.


02 - Você sempre gostou de escrever?
Sempre gostei de escrever, mas o hábito da leitura só aflorou quando tinha 13 anos e foi por incentivo de uma professora. Eu fazia peças de teatro, lia livros para provas, para fazer trabalhos, com isso acabei criando o gosto pela leitura.

03 - Quem acompanha seu trabalho no “Leitora Sempre”, sabe que você alternas as postagens com a Ana Paula e a Brenda? Como funciona esse revezamento? Dá certo? Qual a relação que você tem com as duas, sem ser com blog ?
Sim, verdade. Não tem uma regra sobre revezamento, mas a cada semestre a gente faz um cronograma de postagens e aí tentamos seguir, porém nem sempre conseguimos, algumas vezes acontecem imprevistos. A nossa relação é ótima, somos amigas e temos uma parceria que vai além do blog. Nós moramos na mesma cidade e sempre estamos juntas, então nossa relação é de amizade mesmo.


                                                   ( Equipe do "Leitora Sempre") 

04 - Como é sua rotina de postagens? Segue um calendário ou posta aleatoriamente?
Então, como disse acima, em cada começo de semestre fazemos um planejamento para determinar algumas coisas do blog, como promoções, dias da semana que vão ser lançadas resenhas e divulgações. Seguimos um calendário e temos uma planilha com os livros que temos que ler, na qual a cada semana vamos atualizando a mesma.



05 – Apesar do blog de vocês serem intitulado como “Leitora Sempre”, somente as meninas comentam e curtem os posts de vocês? Ou vocês também possuem um público masculino ativo?
Sim, temos meninos também. O público-alvo, de certa forma, são as mulheres (de acordo com os números), porém o blog é para qualquer pessoa que se sentir confortável ao ler. Meninas e meninos sempre serão bem-vindos para visitar o blog e compartilhar suas opiniões com a equipe.




06 - Recentemente, você apresentou o seu trabalho de conclusão da faculdade com a temática “A relação entre os blogs literários e o Mercado Editorial”. Aproveitando o gancho: em sua opinião, como eles ( os autores) enxergam nós, blogueiros literários?
Sim, apresentei. Foi um trabalho muito importante para entender o mercado editorial e suas ações de marketing.
Sobre os autores eu penso que eles devem enxergar nós, blogueiros literários, como formadores de opinião e um canal que eles têm para divulgação de seus livros. Quem acompanha a blogosfera literária sabe que tem o lado das brigas e tal, mas eu sempre tento ser positiva e ter uma relação profissional e de amizade com alguns autores. Um bom exemplo disso é a minha relação com a LRDO, autora de Primeiras Impressões, que vai além de parceria entre blog X autor.




07- Como se dá o processo de parceria entre vocês e as editoras? Qual a dica que você dá para os blogs iniciantes que pretendem conseguir parcerias de livros?
Hoje a parceria engloba o blogueiro receber mensalmente livros do catálogo da editora para divulgação (aqui está inserido o processo da leitura, resenha, divulgação e todas as nossas funções como blogueiro).
A dica é “Amor”! Quando você faz seu trabalho com dedicação e amor as coisas acontecem, onde as parcerias são somente uma recompensa do trabalho que você está fazendo. Jamais crie um blog somente para conseguir parcerias, crie porque você ama a literatura a um ponto que você quer compartilhar esse amor com outras pessoas.




08- Aqui, em Cachoeiro ( Sul do Espírito Santo) as editoras e livrarias são muito fechadas para parceria de livros. Você acredita que em Brasília é mais fácil de conseguir essas tais parcerias? Ou você acha que ainda é muito difícil conseguir apoio de tais estabelecimentos, mesmo na capital do Brasil ?
Aqui em Brasília meu contato com as livrarias são ótimas, nossa parceria é fazer eventos no local. O blog, em parceria com a Academia Literária DF, fazemos vários eventos em conjunto, então o pessoal das livrarias já nos conhecem.




09 - O que o “Leitora Sempre “ representa em sua vida?
Tudo. Eu comecei o blog quando entrei na faculdade e nele eu descobri o que realmente queria fazer da vida. A partir dele eu conheci pessoas maravilhosas e que vou levar para vida inteira.

10 – Qual o diferencial do “Leitora Sempre” ?

É uma pergunta difícil e que envolve muitas questões, mas o “Leitora Sempre” é um blog criado com amor e feito com dedicação (não muito diferente dos outros blogs literários), então se você encontra um blog assim você deve acessar, ler, comentar. 

Resenhas do Abou: Procurando Dory

Olá, pessoal do ELEA. Vocês estão bem? Eu estou ótimo nesse dia da última resenha, desse quadro semanal que eu, Vitor Abou, adorei ter, o ‘‘Resenhas do Abou’’. Para fechar esse ciclo de resenhas de boas obras com chave de ouro escolhi o filme ‘‘Procurando Dory’’, que nos leva de volta a nossa infância.
Embora tenha sido lançado um mês atrás, o filme já é um sucesso de bilheterias no Brasil. Para quem não sabe (acho difícil existir alguém), a animação é uma espécie de continuação de ‘‘Procurando Nemo’’, um grande sucesso da Pixar, que mostrava a busca de Marlin e sua amiga recém conhecida Dory, por Nemo, o filho de Marlin. Treze anos se passaram e a Pixar decidiu lançar um filme inteirinho sobre Dory, que encantou e arrancou tantas risadas no primeiro filme, principalmente, com seu baleiês (linguagem das baleias).


O filme se inicia com uma cena que arrancou muitos ‘‘own’’ no cinema onde assisti: Dory ainda bem pequena junto de seus pais, que a encorajavam a lembrar das coisas. Essa primeira cena ajudou a explicar para quem não lembrava que Dory sofre de perda de memória recente. Dory acabou se perdendo de seus pais quando muito pequena e por não lembrar deles e do local onde morava, só foi se perdendo ainda mais, até encontrar Marlin.
Nesse momento, percebemos a conexão entre os dois filmes. Um ano se passa e Dory começa a se lembrar de seus pais e se vê determinada a achá-los, com o apoio de Nemo e Marlin. Dessa forma, o filme inverte o que aconteceu em ‘‘Nemo’’: agora a filha procura seus pais, e antes um pai coruja buscava, desesperadamente, seu filho. Nessa aventura, Dory acaba discutindo com Marlin e se perde dele e de Nemo. Assim, a protagonista acaba capturada por membros do Instituto de Vida Marinha da Califórnia, comandado, na versão em português, por Marília Gabriela (sim, ela mesma, a apresentadora).

Lá, ela conhece o polvo Hank, que promete ajudá-la a achar seus pais, já ele quer ser tirado dali e levado para um aquário. Dentro do Instituto, Dory e Hank vão conhecendo vários setores e vários outros animais passando por diversas situações de riscos. Enquanto isso, ainda em mar aberto, Marlin e Nemo tentam um jeito de entrar no instituto.
Obviamente, aspectos marcantes no primeiro filme como o baleiês e a preocupação constante de Marlin com tudo, continuam em ‘‘Dory’’, já algumas questões e personagens como a ‘‘tartaruga hippie’’ reaparecem, mas não acrescentam nada de novo no filme, servem apenas para mostrar algo requentado. Uma prova disso é que os personagens novos não se destacam tanto. Hank tira algumas risadas, assim como o tubarão baleia Destiny, que tem miopia, e a beluga Bailey, mas não é tanta coisa assim.


Não poderia deixar de destacar aqui um momento que foi bastante engraçado, e que se deve à dublagem brasileira. Estou falando da hora em que Bailey fala para Destiny: ‘‘miga, sua louca’’, uma expressão bem comum nas redes sociais. Com Bailey, também foi possível mostrar um pouco sobre o poder de sonar natural das belugas, servindo como um momento de uma mensagem didática bem curiosa e interessante.


Sobre o trabalho do diretor e roteirista Andrew Stanton, gostaria de destacar que foi muito bem feito. O filme realmente cumpre a função de tirar gargalhadas dos espectadores, de ensinar, em alguns momentos, sobre certos temas acerca da vida marinha, e até de emocionar.


Apesar de ser bastante simples, ‘‘Procurando Dory’’ mostra os passos para um bom filme, e um deles com certeza é ter uma protagonista como Dory, capaz de fazer rir, em cenas até simples, como com o leão marinho Gilberto, com suas sobrancelhas grossas, e de fazer (quase) chorar em uma cena pra lá de emocionante. O longa retoma ao passado, lembrando de ‘‘Nemo’’, mesmo que a gente compare, visto que o atual filme investe em certos aspectos presentes no primeiro. Por fim, ‘‘Procurando Dory’’ é um ótimo filme e bastante marcante. Com certeza, vale à pena assistir!

Até breve! 


  Vitor Abou é dono da Coluna semanal " Resenhas do Abou", na qual toda semana o autor/ escritor posta um texto crítico, seja fílmico ou literário. Abou ganhou  o direito de postar,semanalmente, no "ELEA", por ter vencido com glória, a 2ª edição, do reality " O Roteirista", realizado em 2015.