Menu Fixo

Menu-cat

18 janeiro, 2017

E quando chega os 20 e poucos....

E quando chega os 20 e poucos....


Essa nossa vida é loucura atropelando loucura. É tão engraçado como desejamos tanto ter nossos 20 e poucos anos e morar no mar de liberdade que idealizamos, porém quando chega nessa idade.... É como se um tsunami viesse sobre nós e ficamos inundados de mundo, alagados por um emaranhado de ideias e expectativas, que por vezes nos afligem.

Ao mesmo temo que você quer se jogar na estrada da vida e ter uma amnésia, esquecer cada problemazinho que teve na segunda, no tédio do trabalho, e até mesmo aquele no barzinho com os amigos. Você também quer ser perfeito, impressionar os pais, amigos ou quem seja. Não quer decepcionar os que estão ao seu lado.  E nessa tentativa vai tentando se enquadrar em qualquer grupo de status, mas descobrimos que o bonito é criar nosso próprio quadrado, é ser nós mesmos e deixar nosso eu exalar seu perfume por aí.

Resultado de imagem para jovens

Ter 20 e poucos é viver um intenso paradoxo, achar isso o máximo, achar isso uma bosta, achar isso uma eternidade de segundos. Somos a geração que quer ser independente morando com os pais, que não se vê obrigado a ter filhos, casar, que tem mais sonhos do que sangue nas veias. Temos um coração que vive querendo pular para fora e mudar tudo que incomoda, tudo que nossa mente acha feio. E quando chega os 20, a sua vida se resume em vários flashes de novela mexicana misturada com cinema americano.

É querer faculdade, emprego, amor e felicidade, tudo em um único instante. É chorar quando passa no vestibular e surtar na faculdade querendo que tudo aquilo não passe de uma viagem de sua mente. E quando acaba chorar de saudades. É viver em êxtase, conciliar namoros e amigos, emprego e família. Fingir ser normal quando se é o maior louco e gosta da sensação de loucura.

Ter essa idade é nadar em um mar de responsabilidades que nunca imaginamos ter. É driblar as emoções em excesso e tentar montar o quebra-cabeça do nosso futuro. É querer tudo e não querer nada. É a diária metamorfose de ser quem se quer ser, de ser como nossos ídolos ou até mais que eles.

É querer ter carro, ter sucesso e viajar pelo mundo. E lembrar que você não consegue alcançar tudo com 20 e poucos anos, mas que pode dar vários passos para alcançar. É não ficar triste por ser exceção de vários casos, por não ter um emprego e nem um namorado. E lembrar que essa idade vai passar e temos é mais que aproveitar cada minuto do nosso jeito. Abolir a palavra medo de nossos dicionários e por confiança em cada dia do calendário!

Resultado de imagem para jovens

Se você ainda não passou por isso, não tenha pressa, acalme o coração. Ter 20 poucos em nossos tempos é diferente. Derrubamos centenas de rótulos, nosso objetivo é ser feliz sem se importar com quem, sem ligar para gênero, cor ou classe. Vivemos em uma infinita busca pelo amor, até mais mesmo do que por dinheiro. Descobrimos que o amor é que traz felicidade, mas que as contas também chegam e temos que correr atrás.

É todo dia uma corda bamba, que você cai e levanta, respira e espira, tenta manter a calma e o coração grita. Enfim, ter 20 e poucos é viver a fase mais doida da vida e mesmo assim rir de tudo, até de si mesmo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário