Menu Fixo

Menu-cat

24 janeiro, 2017

GENTE COMO A GENTE com Izadora Pedruzzi


   Izadora Pedruzzi, de 17 anos, é autora da trilogia “O Ciclo de Sangue” e blogueira no AdrenaLivros. A escritora é fã de Rick Riordan e Fernando Pessoa. Ah, ela também ama café. Moradora de Vargem Alta, a escritora conta um pouco de sua trajetória com a escrita e também comenta sobre os seus planos para esse ano.




1 - Como se iniciou seu interesse pela escrita?

            Foi logo após começar a ler. Na verdade, minha jornada no mundo dos livros é recente, somam-se apenas 3 anos ou mais... Lembro que tomei nas mãos a segunda obra da saga Percy Jackson (emprestada por meu primo, aliás) e, pela primeira vez, me encontrei no livro e realmente fui sugada pela história. Foi aí que pensei: “se o autor fez isso, eu acho que também consigo!”.
            Sentei frente ao computador e, todas as noites durante uma semana, trabalhei em um conto chamado Atena, meu primeiro trabalho, também circundando o universo da mitologia grega devido a influência da saga de Rick Riordan.

            Já havia lido outros livros muito bons antes, mas nenhum que me empurrasse para este mundo como Percy Jackson fez. Foi a partir dele que tudo mudou.

2 – Como surgiu a ideia original de “O ciclo de Sangue”? E como se deu o processo de escrita de sua obra?

            A ideia original, na verdade, é completamente diferente do que temos hoje para ler. Inicialmente seria um diário contado dia após dia pela personagem principal, que apresentava alguns problemas aparentemente incompressíveis (os dons que também vemos na história atual) e difíceis de serem lidados. Esta ideia ocorreu na casa de uma prima, que inclusive até hoje conta vantagem porque pensei no Ciclo de Sangue lá. Hahahah (Isabely, eu não vou te dar parte dos lucros caso venha a publicar meu livro. -_- hahahahahah).
            A questão é que não sei explicar como tudo aconteceu depois disso... Os trechos foram ligando-se uns aos outros, enquadrando-se numa história maior e, por fim, temos uma trilogia em andamento e uma ideia ainda inicial sobre um bônus para arrematar a obra. Acredito fielmente que seja Deus o responsável por isso.

            O processo de escrita foi mais complicado.No começo seria apenas um livro, Traçado pelo Destino, mas ideias novas surgiram e eu não aguentei dizer “tchau” aos meus personagens tão brevemente. Sendo assim, enquanto escrevia o primeiro, pensava no segundo e amadurecia o surgimento de um terceiro, com vista num possível quarto, apenas para explicar acontecimentos vagos esquecidos pelos livros. Com a mente bastante ocupada, consumida pela escola também, eu rezei pedindo ajuda e tudo acabou se endireitando. Pouco a pouco finalizei o primeiro, iniciei o segundo e fiz anotações do terceiro, graças a Deus.
3 – Sabemos, que no cenário internacional, J.K. Rowling é uma de suas inspirações como escritora. Mas, se tratando da Literatura Nacional, quais autores são suas inspirações?

            Bem, quando falamos de literatura clássica, ainda preciso assumir que pouco conheço. Este universo tão belo e vasto pretendo em breve desbravar, mas alguns nomes já me enchem a alma de curiosidade: Clarice Lispector, Monteiro Lobato, Machado de Assis e muitos outros.

4 – No cenário nacional contemporâneo, quais são seus autores prediletos?

            Se tratando de literatura contemporânea, há uma escritora em especial que me fez apaixonar ainda mais pela ficção/fantasia: F.M.L. Pepper. Sou descaradamente fã desta mulher, e acho que todos no universo deveriam ler sua trilogia “Não Pare!”. Espero um dia ser boa como ela.

            Além desta, diversos escritores que estão apenas começando também me cativam, fazendo-me virar fã em dois capítulos. Estes também são maravilhosos e merecem ganhar o mundo, porque suas obras tornam melhor o dia de qualquer um.

5 - Como você entrou no mundo dos blogueiros? Quando nasceu o AdrenaLivros?

            Tudo começou quando, sem querer, saíram de minhas mãos poemas e algumas crônicas. Inicialmente, não postaria em lugar algum, mas mais e mais foram brotando de meu coração, e eu fiquei com pena de não compartilhar. Minha intenção é e sempre foi fazer pessoas pensarem, mudarem, sorrirem... Fazer a diferença ao menos uma vez na vida de alguém. Creio que a essência de meus textos seja essa, e foi quando percebi isso que decidi dar a cara a tapa e expor minhas obras na Internet.


            O AdrenaLivros surgiu, inicialmente, com o nome O Ciclo de Sangue, para divulgar minha obra. Entretanto, decidi modificar o título quando tilintou em minha mente a junção das palavras adrenalina e livros. Editei o blog, troquei de plataforma, pintei e bordei meu jeito nas entrelinhas daquele site, e hoje em dia temos o meu tão amado AdrenaLivros. Mais uma vez, repito: é Deus o responsável por isso.

6 – Você conhece outros blogueiros na região onde você mora?

            Pessoalmente, infelizmente, não. Entretanto, depois que adicionei o Ronald no Facebook, fui colocada em um grupo de blogueiros de Cachoeiro e região, e só então descobri que não era a única que brincava nesse universo tão divertido. Do fundo do coração, é gratificante encontrar mais pessoas que se envolvem neste meio.


7 – Além de cursar Letras, quais planos você tem para 2017?

            Estudar muito, escrever, ler vários livros, aumentar minha estante, se possível trabalhar (papai não aguenta mais ter que gastar a cada promoção de livros na Internet... Hahahah), namorar, ter ideias, encontrar inspirações, ajudar escritores que estão apenas começando como eu, incentivar a leitura e a escrita, pensar em dicas para a escrita que me acompanham desde o início a fim auxiliar a quem eu puder e, por fim, ser feliz. Puramente feliz e abençoada, com os grandes amigos que tenho e meu universo particular que carrego entre as linhas do papel.

Contatos da Iza

Email: izapedruzzi@hotmail.com

Um comentário: