Menu Fixo

Menu-cat

26 março, 2017

Dia perfeito com as crianças...

*Leia apreciando uma boa música: 


Dias chuvosos são, geralmente, pouco amados pelas pessoas, torna-se muito fácil estarmos irritados pelo trânsito, minha mãe costuma dizer que “todo mundo resolve tirar o carro da garagem” e não há atalhos que nós livre do trânsito. Mas nesse dia, a chuva foi como um bálsamo.

Eram 6 da tarde. O horário mais melancólico do dia, entre o fim e o início do dia. Estou me despedindo do agora, a sensação de dever cumprido reverbera em mim. Parnasianismo, redação, dissertação, objeção, provas, notas, falação: “Tia, você não foi uma boa professora, foi a melhor”. “Tia, toma essas cartinhas, demonstramos nelas o quanto amamos você”, “Fica, Tia?!”.
Trovões, os barulhos que trazem a alma para o presente e anunciam a água que nascerá do céu. E que também desencadeia o pensamento de todo trabalhador que depende de transporte público: — Merda. Deixei minha sombrinha em casa, tô no sal!
Acho que em lugar nenhum o som dos trovoes é tão presente quanto em Cachoeiro de Itapemirim. Se for por apego de São Pedro por nossa cidade, não sei ao certo. Mas a verdade é que os barulhos são tão ardentes e impetuosos que já foram eternizados até mesmo por Rubem Braga. Os altos barulhos causam aquele burburinho em sala de aula, todos presentes na aula de Literatura, porém com o pensamento no prenúncio que os trovoes indicam, e é necessário que haja confirmação dos pensamentos verbalmente enquanto observam o céu pela janela da sala:
— Vai chover, e muito!
        E o amigo ouvinte só observa e concorda com os olhos imaginado pelo que ele passará.
E toca o sinal. Vamos descer o morro, ligeiro que já o ônibus sai. Mas é aquela sorte de sempre, você dá os primeiros passos para ir embora e São Pedro brinda a sexta-feira ao seu modo peculiar. Chuva. Chuva! Aquele aguaceiro todo que já te molha com meio minuto na chuva. Banho de água do policial. Minha maquiagem vai sair, meu cabelo… Meu material molhado, mas que droga!
Mas é incrível como a vida tem umas coisas engraçadas, no primeiro momento, só conseguimos olhar para o lado negativo da situação, passados alguns momentos você aceita que nada pode fazer, não dá para controlar o tempo. Então, depois da aceitação, começamos ver as maravilhas que uma água em um momento inesperado causa ao seu redor.
 Então, a felicidade lhe contagia, tudo compensa quando você vê a felicidade das crianças, o riso fácil com o simples, em nada mais que um banho de chuva. Dane-se material, caderno ou livro molhado, eu quero é viver o momento. Carpe Diem. A vida lhe dá oportunidade de viver o imprevisível, e lhe digo, amigo: Não desperdice. Chuva essa que traz alegrias, sinceramente, eu amo a chuva.
Parada no trânsito absorvo todo fardo dos sentimentos vividos. É peso bom, que transforma e te livra um pouco da couraça enrijecida do cotidiano, da mesmice.
Aprecio essa maneira singular que a vida tem de nos mostrar que é o simples que prevalece. Ensinando-nos que é possível ter grandes sensações com pouco, e que a simplicidade é a Rainha do muito. Ainda contemplando a vida correr sob meu conspecto, fecho meus olhos, respiro fundo e um sorriso se abre em minha face porque respeitei, mais uma vez, minha filosofia: Absorver o melhor do pouco.
São as pequenas coisas que valem mais
É tão bom estarmos juntos
E tão simples: um dia perfeito.”
(Legião Urbana, Um Dia Perfeito).

25 comentários:

  1. Lindo texto!!!Parabéns����������❤����⚘

    ResponderExcluir
  2. Que lindo e que delicadeza!
    Amei!
    Realmente são as coisas mais simples que são as mais importantes. Os momentos que passamos com nossos entes queridos, este são os melhores.
    Beijos.
    Cássia Pires

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Que texto apaixonante!!
    Sinceramente, gosto muito dos dias chuvosos. A única coisa que não me agrada são os trovões rsrs isso porque minha cachorra, coitada, quase morre de tanto latir.
    Concordo que as coisas simples são as mais belas e que devemos dar muito valor a elas!

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  4. Olá Nathália ,tudo bem?
    Owm que texto lindo, parabéns!
    Sim concordo com você são os momentos simples os mais importantes, os mais marcantes, os mais preciosos. Que possamos perceber isso e tornar esses momentos ainda mais especiais ao lado das pessoas que amamos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse: Simplicidade é a Rainha do muito <3

      Excluir
  5. Adorei!
    Sua escrita transporta o leitor de imediato para o ambiente descrito e isso é mágico. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Que texto lindo!
    De fato, estamos quase sempre focados no que é ruim e esquecemos que não podemos controlar certas coisas, só podemos aproveitar ou, ao menos, ignorar e ver o lado bom!

    E essa música ♥ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Legião pe tudo de bom, só me dá mais inspiração a escrever <3

      Excluir
  7. Olá, fiz bem em apertar o play e ir ouvindo a música enquanto li, texto e história combinaram muito bem, foi possível visualizar as cenas com facilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Legião é o máximo <3

      Excluir
  8. Muito bom o texto!!! Precisamos de muito pouco pra viver. Tudo depende do olhar que damos as coisas. E assim a vida segue...suave...
    Bjo grande Naty, sou seu fã! bjao

    ResponderExcluir
  9. Oi. Parabéns pelo texto. Realmente, estamos esquecendo de viver um dia de cada vez, nos jogando numa maratona de estresse e mecanização da alma humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, a rotina, ás vezes é dura de mais, e nos cega diante de belezas efêmeras, mas com um pouquinho de atenção conseguimos contemplar o simples!

      Excluir
  10. Olá,
    Texto lindo. A verdadeira grandiosidade está nas menores coisas. Ultimamente é tudo tão automatico que muita coisa passa batido.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie
    nossa, muito lindo o texto e a musica para acompanhar caiu como luva. Gostei muito da reflexão, continue assim e trazendo mais para nós

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Texto apaixonante, gostei muito da forma leve de como você escreve.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Amo a música e amei igualmente a sutileza no seu texto. Obrigada por compartilhar.

    ResponderExcluir
  14. Oi Nath, sua linda tudo bem?
    Eu adoro dias chuvosos, mas para ficar em casa, risos... Acho romântico. Mas fala sério, é sempre na hora da saída de escola e trabalho que o temporal cai, parece que São Pedro fica esperando, risos... Concordo muito com esse pensamento, de que precisamos de muito pouco para sermos felizes e às vezes ali ao nosso alcance, nas pequenas coisas, estão tudo o que precisamos. Seu texto ficou ótimo!!!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Lindas reflexões, gostei muito dos pensamentos que você expôs e essa música é maravilhosa.

    ResponderExcluir