Menu Fixo

Menu-cat

12 abril, 2017

Por que “13 Reasons Why” virou modinha?

 “13 Reasons Why”, ou em português, “ Os trezes porquês”, atualmente, é a série mais comentada nas redes sociais e também nas rodinhas de bate papo de seriadores e blogueiros de todo o mundo. A série, produzida pela Netflix, estreou no dia 31 de março, e após sua estreia, os jornais, sites e blogs literários só comentam sobre a série – causando assim uma overdose compulsiva no público.


            Confesso que antes da série estrear eu já havia lido alguns trechos do enredo original, escrito por Jay Asher, porém depois que a divulgação da série explodiu e o público começou a elogiar, constantemente, a trágica história de Hannah Baker, comecei a desgostar e ficar com aquele “pé atrás” com a série, pois já estava ficando desgastado só de ler sobre os comentários.

            Enfim, mas eu assisti. Assisti todas as fitas, mesmo não tendo paciência com o Clay e sua lerdeza para assistir todas as fitas ( mas, a gente sabe que era necessário essa demora para o desenrolar da série). Aí, eu descobri o motivo na qual “13 Reasons Why” se tornou febre nacional e também internacional. O motivo? A trágica história de bullying com a personagem principal, Hannah.



            Sabe por que tanta repercussão? Porque bullying é um assunto pertinente em nossa sociedade, e atualmente, milhares de crianças/ jovens sofrem com estas práticas agressivas e violentas, alguns casos terminado de forma trágica. Essas práticas não são específicas somente de uma classe social, uma região do Brasil ou de uma faixa etária, infelizmente, os agressores estão em toda parte, e é no ambiente escolar que essas ações condenáveis se multiplicam.

            A série nos mostra de maneira trágica e didática quais são os motivos que muitos alunos se suicidam, e também expõem que as práticas de bullying se ramificam em várias partes, desde as agressões e intimidações psicológicas, até o cyberbulling – que infelizmente, e a que mais se acentua nos dias de hoje.



            Por meio de diversos personagens assistimos a diferentes agressões e, principalmente, as consequências, destes atos na vida de um jovem. A história de Hannah Baker não é única, mas serve como lição para que adolescentes e jovens que assistirem a série, reflitam sobre as consequências de atitudes grotescas podem resultar na vida de um colega de escola. A série tem uma fotografia excelente, episódios às vezes lentos, mas necessários, e uma carga dramática muito acentuada, afinal o enredo trata-se de um suicídio.



            Acredito que o maior sucesso da série é a questão social, por discutir um tema tão presente na sociedade. Vale lembrar, que muitas pessoas acham que o bullying acontece somente na época do ensino médio, porém há casos de bullying em faculdades e também em ambientes de trabalho. “13 Reasons Why”, além de emocionar com cenas dolorosas e diálogos afiados, também nos informa e conscientiza sobre as relações humanas.
               

5 comentários:

  1. outro caso tb pela serie fazer mt sucesso, ao meu ver, seria o amor impossivel do clay c a hannah e de mt gnt se identificar com a historia, pq convenhamos, infelizmente, 80% das pessoas ja sofreram algum tipo de bullying ou ate msm fez
    e ah, eu tb fiquei puta c o clay, mds que demora p ouvir as fitas kkkkk (mas tb compreendo que a serie tem q da os episodios ne) isso da demora dele me dava ate agonia em certas partes
    ah, e vale ressaltar que nao eh so pq eh modinha que deixa de ser bom

    http://perolasdelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, " não é porque é modinha que deixa de ser bom", realmente é por isso mesmo, a história é tão cativante e introspectiva que gera esse movimento todo. Que romance impossível né?! Mas, tô shippando!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigado, Senhor Lucas, em breve postaremo mais sobre a série. Volte sempre!

      Excluir
  3. Hey, que texto maravilhoso! Qualquer pessoa que não entenda nada de livros e séries e ler esse post vai entender perfeitamente como nossas ações pode influenciar na vida de outras pessoas, sendo ações do agressor, da vítima ou daquela pessoa que não faz nada, só observa passivamente. Tude haverá uma consequência.... Adorei!
    Tem um post do tema no meu blog também, dá um pulo lá :)

    ResponderExcluir