Menu Fixo

Menu-cat

27 julho, 2017

Lia Braga: um artista que merece ser valorizado

             Gente, quando a pessoa tem talento a gente precisa divulgar pra todo mundo conhecer, não é verdade? Ainda mais quando o artista no caso é de nossa terra, neste caso aqui de Atílio Vivácqua, por isso ele merece mais destaque ainda. Vocês precisam conhecer um pouco mais do trabalho belíssimo, do Elias Braga.



               Elias Braga, que assina suas obras com nome artístico Lia Braga – como é conhecido em Marapé, divide sua vida entre seu trabalho como vendedor ambulante, num trailer improvisado, na Avenida Capitão Jovino Alves Pedra e pincelar obras em azulejos diversos. Lia comenta que apesar dele ser amante da pintura desde criança foi somente há 9 meses que realmente começou a pintar.

               Elias nos contou também que tem favoritismo por obras que revelam paisagens ou figuras da natureza, de tons bucólicos. Ainda comenta que gosta muito da solidão e vê nos trabalhos de Benedito Calixto, Debret e Rugendas – uma forma de inspiração.

  


               O atiliense conta “quando eu vendo um quadro, eu fico mais contente pela admiração que a pessoa que comprou tem com a pintura, do que pelo dinheiro que recebo pela venda. O meu objetivo é pintar pra que as pessoas que gostam de arte possam ver, contemplar o meu trabalho e saberem que fui eu quem pintei”.

               Sobre novos projetos, o artista comenta que pretende também começar a pintar em telas, telhas, desenhar com lápis e mais algumas coisas. Ele ressalta também, que não pode se restringir a trabalhar apenas com azulejos, que é preciso buscar outras variações na pintura.

( Ronald Onhas posando pra foto) 

               Ele ainda destaca “na verdade eu nunca quis pintar pra vender. A venda é uma consequência do trabalho. Eu comecei a pintar, realmente, por amor á pintura. Quando vendo um quadro é como se um filho meu estivesse partindo. Já falei isso para o Bezerra” – lembrando do nosso também amigo e jornalista Felipe Bezerra, que foi o que descobriu o talento de Elias.

( Lucas Barbosa " Terê" e Karol Rocha admirados com as obras)


               O artista vende suas telas ali mesmo no ateliê em céu aberto, qualquer pessoa que chegar a Marapé  encontra-o facilmente. As obras possuem valor de no mínimo  R$ 40,00 reais e outros valores. Ah, o Elias ainda aceita cartão, rs. Então, caso você visite Atílio Vivácqua, conheça esse artista.  

Um comentário:

  1. Orgulho ser amiga desse artista. Talento da minha terra natal!!

    ResponderExcluir