Menu Fixo

Menu-cat

16 agosto, 2017

Italo Samuel Wyatt lança sua obra de estreia hoje

              O estudante de direito Italo Samuel Wyatt, de 20 anos, de Mucurici (ES) lança hoje (16), seu livro de estreia como autor. O lançamento, de “A janela do Éden”, pela editora Multifoco, acontecerá no auditório da FAESA, em Vitória. Vale lembrar que o autor nasceu em Vinhático, distrito de Montanha, ( também aqui no ES), porém em Mucurici, uma paixão platônica. O autor conta que tem como objetivo colocar Mucurici no mapa cultural/literário e geográfico do Espírito Santo, mostrar para todos que Mucurici existe.


               O autor ainda comenta que na faculdade tinha um grupo chamado “Literatura, Direito e Prosa”, na qual foram desenvolvidos vários trabalhos literários e também lemos várias obras. E certo dia, escrevo um poema sobre o Miguilim, ( do Guimarães Rosa ), que há dentro de mim. E esse poema se torna um “momento” dentro da faculdade, porque as pessoas começaram a produzir poesia, por meio dessa ideia. E a faculdade começou desenvolver concursos de poesias e de crônicas. Eu ganhei dois anos consecutivos.



               Ainda nesse contexto, a faculdade abraça essa causa e daí começam a me chamar de poeta e também a reconhecerem meu trabalho. Então, como eu havia enviado esse projeto para editora ... A editora aprovou e a faculdade abraçou, me proporcionando esse evento de hoje.” Ele ainda enfatiza “ foi um trabalho abraçado tanto pelos meus professores, quanto pelos meus colegas, pela coordenadora que me abraçou de uma maneira maravilhosa e me inspirou de diversas vezes, por meio de suas aulas. E até o reitor que também aceitou a causa”.

 

                              Apesar de ter no título um lugar citado na bíblia, a obra de Italo Samuel não possui teor catequético. O nome “Éden” é apenas inferência ao local sagrado, porém no sentido de comparar a existência humana, ao Éden. Ele comenta que no Éden havia todas as coisas: o amor, o homem, a mulher, a inveja, o divino e todas essas coisas estão na existência humana, na vida de qualquer pessoa. O autor esclarece “Eu abro o meu Éden, ou seja, minha existência humana através da literatura e do meu livro”.

                                                              ( Em evento na FAESA) 

                                  (Matusalém Dias, Sérgio Blank, Bernadette Lyra e Italo em evento literário.) 


              Italo faz muito sucesso também nas redes sociais, principalmente, em seu instagram, no qual o autor comenta de maneira extrovertida sobre seu cotidiano em Vila Velha e ainda nos diverte com seus “causos” pós- modernos.


               Apesar de lançar seu primeiro livro, o autor já tem futuros projetos traçados. Atualmente, escreve um livro de memórias sobre Mucurici, com o objetivo de resgatar a peculiaridade do lugar, enaltecendo a “Princesinha do Norte”. Além disso, já possui algumas rasuras sobre um livro de contos, acerca da miséria humana, porém por questões contratuais não pode revelar mais sobre as obras. 

11 agosto, 2017

5 livros para levar pra uma viagem

            Olá, eleanáticos. Como você estão? Tudo bem? Comigo está tudo ótimo pois, como todos sabem, o Entrelinhas e Afins está comemorando mais um aninho de vida e eu, Vitor Abou, que já estou aqui desde 2015, quando venci o reality ''O roteirista'', trago hoje sugestões de livros para você levar para sua viagem. Não importa se a viagem vai ser curta, de avião, ônibus, sempre tem espaço para um livro na mala, nem que seja pra ler na espera no aeroporto ou na rodoviária. Então, vamos lá pras minhas cinco dicas. Tentei ser o mais eclético o possível, para agradar a todos.


1 - Cidades de Papel - John Green
           

            O primeiro escolhido é um sucesso de John Green, conhecido principalmente por ''A culpa é das estrelas'', mas que se destaca, e MUITO, em Cidades de Papel. A obra ganhou uma versão para o cinema em 2015, que eu não gostei muito, porém o livro é maravilhoso. Ele fala sobre Quentin, um garoto tímido que é apaixonado pela vizinha, Margo, muito popular na escola. Se você não leu o livro, deve estar pensando que ele é clichê, mas precisa ler para saber como Green amarra bem essa história, pois Margo o convida numa noite para uma aventura. Assim, eles saem, vão ao Sea World e ao SunTrust, um prédio, no qual conseguem ver a ''cidade de papel'', Orlando. No dia seguinte, entretanto, Margo some, sem deixar dicas, cabendo a Quentin ir atrás dela, buscando as pistas. Esse livro de John Green é fascinante, leve, simples, atrativo, prendendo o leitor até o instante final e fazendo-o refletir sobre a própria vida. Enfim, ótimo para você ler numa viagem cansativa, longa.

2 - Os elefantes não esquecem - Agatha Christie


            Em uma lista feita por mim não poderia faltar um livro da Agatha Christie. Essa escritora que eu tanto admiro possui tantos romances policiais incríveis que fica difícil escolher um, mas escolhi, e foi ''Os elefantes não esquecem'', pois foi o primeiro que li dela, inclusive em uma viagem. Portanto, recomendo que você leia em um ambiente mais tranquilo, porque num ônibus barulhento ficará difícil de se concentrar e entender todas as pistas que ela dá. Enfim, na obra, Ariadne Oliver, uma escrita de romances policiais e amiga de Hercule Poirot, detetive marcante nas obras de Christie, fica interessada em desvendar um crime ocorrido há quatorze anos, quando um casal foi encontrado morto perto de um penhasco. Ao longo do livro, as investigações desse crime tão difícil de se solucionar vão sendo encaminhadas, com um protagonismo de Ariadne Oliver, que deixa Poirot, sempre tão importante, em segundo plano. É um ótimo romance policial da autora e super vale a pena a sua leitura.

3 - A revolução dos bichos - George Orwell


            Depois de uma história romântica e uma policial, apresento um clássico de George Orwell, conhecido também por ''1984''. O livro ''A revolução dos bichos'' é, basicamente, uma fábula na qual os bichos cumprem o papel dos revolucionários, insatisfeitos com a dominação e a exploração do Sr. Jones. Com a liderança do Porco Major, os animais organizam-se, expulsando Jones da granja, pois estavam cansados de serem tratados como escravos dos homens. Após a morte do líder deles, uma nova eleição escolhe Napoleão para a função, exercendo um ''governo'' autoritário e até ditatorial, escravizando os outros animais. Com a morte dos que questionavam o governo de Napoleão, o livro consegue trazer referências e alusões aos modelos de governo, ou seja, apesar de divertido, é rico de política e críticas sociais. Independente do posicionamento político do autor, o livro arranca boas risadas e traz a verdadeira face do totalitarismo, como na aproximação de Napoleão aos humanos para se beneficiar. É um livro incrível, que pode deixar a sua viagem ainda mais prazerosa.

4 - A legião estrangeira - Clarice Lispector


            Provavelmente, nesse momento, muitos de vocês devem estar pensando: ''por que o Vitor sugeriu um livro clássico, chato, pra ler numa viagem?''. Infelizmente, esse ainda é o pensamento de muitas pessoas a respeito da Literatura nacional, tão rica e importante. Trago hoje esse livro de contos de Clarice Lispector, que é ótimo pra ler em pouco tempo, pois é curto, e, caso você não consiga ler tudo, é só escolher alguns contos. ''A legião estrangeira'' reúne treze contos sobre cotidiano familiar, infância e solidão, encantando os leitores e aproximando-os dos personagens de maneira extraordinária.  Desde contos mais complexos como ''O ovo e a galinha'' até outros simples, curtos como ''Tentação'', que fala da relações entre humanos e animais, com o encontro entre uma menina e um cão da raça basset. O último conto leva o nome do livro e fecha com chave de ouro a obra, que tem características clariceanas marcantes como a introspecção e o intimismo.

5 - Por lugares incríveis - Jennifer Niven


            No mês de junho, no meu retorno ao ELEA, fiz uma resenha desse livro incrível da Jennifer Niven, que tem tudo a ver com viagens. Se você não leu a resenha, vou resumir brevemente agora, novamente. O livro tem como personagens principais a jovem Violet Markey, uma menina popular, com um belo namorado, planos de fazer faculdade em Nova York; e o depressivo Theodore Finch, um menino visto como o rebelde da escola e que convive com a depressão há bastante tempo. Eles se conhecem no alto de um prédio, prestes a cometerem suicídio, e se aproximam quando precisam, juntos, fazer um trabalho de viagens a ''lugares incríveis'' do estado onde moram. Educativo e emocionante, o livro transmite o verdadeiro espírito da amizade e representa bem os sentimentos dos adolescentes, muitas vezes difíceis de serem compreendidos. A vontade de tirar a própria vida acaba ficando em segundo plano para Violet e Finch depois que se encontram. Finch, até então solitário, encontra em Violet uma companhia, e ela encontra nele uma razão para viver melhor os dias e parar de contá-los. ''Por lugares incríveis'' é uma obra prima, que deve ser lida por todos.


  
E fica por aqui o post de hoje. Durante o resto da semana o ELEA continuará a comemoração dos 4 anos do blog. Não deixe de conferir. E comente sobre o que achou desse TOP 5 para viagens. Já leu algum? Tem interesse? Tem alguma outra dica para levar na mala? Até mais. Abraço!

10 agosto, 2017

O que todo blogueiro literário quer de presente

                                    Ah, época de aniversário a gente fica mais sensível, né? Acho que mais sonhador seria a palavra certa. É, a gente fica feliz por ter construído uma história consistente e de qualidade, já por outra lado refletimos sobre os próximos passos, metas e objetivos a se alcançar. É gente, estamos ficando velhinhos ... São 4 anos de blogosfera. Nesta data tão especial pra gente (13/08) resolvi fazer uma modesta lista das coisas que todo blogueiro literário merecia ganhar. 



1 – Uma cartão da Saraiva ilimitado


               Gente, todo blogueiro literário ( DE VERDADE) precisa ter um “pacto” com a Saraiva, rs. Calma gente, apenas um pacto literário, afinal a SARAIVA é um oasis literário para qualquer amante da literatura. Agora, imagine se esse cartão fosse ilimitado ... Acho que iria ficar até difícil escolher tantos livros. Se bem que comprar uns para sortear no blog e também outros para dividir com os amigos é uma ideia tentadora, rs. 


2 – Assinatura vitalícia Netflix


               Eu sei que é um sonho bem ousado, mas QUEM NUNCA sonhou!? Tudo bem, que um dos poucos aqui do Brasil, que possui uma conta vitalícia é o titio Silvio Santos, mas também ele não é qualquer pessoa, rs. Fazer comentários sobre as séries ou até resenhas é essencial para qualquer blogueiro cultural que queira se destacar. Tendo a Netflix à vontade, um blogueiro pode resenhar sobre o que ele quiser. Afinal ficar fazendo download ou assistindo online é pedante.  


3 – Vale “entrada franca” em qualquer cinema do Brasil

            Se eu tivesse um vale desses ninguém iria me segurar, acho que até em Janeiro eu deixaria de ir à praia para ficar em Cachu City assistindo as novidades da telona – logicamente, sozinho, rs. Tudo bem, que assistir uma série ou um filme em casa, sozinho, na tranquilidade do seu quarto e com o super poder de parar o filme para ir ao banheiro é um luxo. Porém, a sensação de dividir a estreia de um filme muito aguardado é gostosa. Sim, acho que até esperar na fila fica divertindo, quando se tem um “ vale entrada franca” para qualquer dia e qualquer hora. 


4 – Um patrocínio de loja de móveis modulados

              Não adianta ter um cartão ilimitado para comprar livros e HQs, entupir o quarto de distopias, se você não tem no mínimo um lugar agradável para poder gravar seus vídeos, fotografar seus livros ou até mesmo para sentir-se em paz. Todo mundo merece uma estante daquelas de séries americanas. É nessa hora que um patrocínio de loja de móveis modulados cairia bem, se bem que até o patrocínio de um vizinho marceneiro seria perfeito. Afinal um quarto/ ambiente moderno, iluminado e com um designer bonito faz bem para todo blogueiro. 






              


           Viu, gente minha listinha ficou muito humilde. Afinal são coisas bem difíceis para qualquer blogueiro (sem patrocínio) consiga. Porém, sonhos são possíveis. Você pode não ganhar uma estante perfeita de uma loja, mas pode pedir algum tio que fabrique por um preço mais em conta. Você pode não ter “vale entrada franca” no cinema de sua cidade, porém pode fazer um acordo com o dono do cinema de sua cidade para promover as estreias em troca de um ingresso. Na vida nada é fácil, porém temos que batalhar atrás dos sonhos que queremos, pois nós precisamos merecer, para ter ... e com certeza com trabalho de qualidade, as coisas, mesmo aos poucos, chegam ...