Menu Fixo

Menu-cat

26 abril, 2018

Se La Casa de Papel fosse uma série brasileira?


            Aaaaaaaaah, vocês acharam que, eu, noveleiro de carteirinha, iria perder a oportunidade de fazer essa brincadeira maravilhosa. Jamais! Ainda mais, que a série de maior sucesso do momento,  teve sua 3ª parte confirmada. Vamos montar o elenco dos sonhos de La Casa de Papel?! Só pra constar não escolhi por critério de gosto, mas sim por aparência, logicamente, que é muito difícil um ator idêntico, mas a gente tenta, ainda mais quando se tem as redes sociais para nos ajudar em alguns casos, rs.



1. TóKyo -  Maria Casadevall


            Que a Tóquio é a personagem mais odiada e também amada de La Casa de Papel todo mundo sabe, mas quem conseguiria dar vida a uma ladra tão intensa?! Por causa do corte de cabelo parecido com o de Tóquio (Úrsula Corberó), a lindíssima Maria Casadevall, seria uma boa aposta pro elenco. A gata ( que segundo a mídia) era crush de Caio Castro, já fez “Amor à vida”, I Love Paraisópolis e recentemente “ Os dias eram assim”, a atriz com certeza atuaria com maestria.

Ou, também Maria Paula ( ex- Casseta e Planeta).


            Já outra, que anda bem sumida, mas que me lembrou muito nossa ladra de franjinha, é a atriz Maria Paula, integrante do extinto programa humorístico “Casseta & Planeta”. Maria era muito versátil, por interpretar vários papéis nas paródias de novelas criadas pelo programa. Apesar de ser considerada comediante, a atriz fez outros trabalhos no teatro e cinema. Confesso que não é uma atriz de peso, mas no quesito aparência; se parece bastante.

2. Berlim – Domingos Montagner


            Se a série fosse antes de 2016, poderíamos contar a presença ilustre do magnífico, Domingos Montagner.  Eu não digo isso porque o ator faleceu, mas para quem é fã de novelas, sabe da trajetória de sucesso do ator, vale lembrar que ele vivia um protagonista em “Velho Chico” (2016) quando morreu de forma trágica. Enfim, acredito que Domingos seria perfeito interpretando um personagem tão maçante e prazeroso como Berlim (Pedro Alonso), com certeza o vilão/ antagonista da série cairia como uma luva para o ator, visto que o artista é marcado por interpretar papéis heroicos , assim como “Joia Rara” e” Cordel Encantado”, respectivamente novelas das seis.


3. Nairóbi – Mc Loma


            Já pensou? Acho que seria uma contratação maravilhosa, ou seria preciso envelhecer a artista com muita maquiagem, ou Nairóbi teria que ser uns 15 anos mais jovem, rs. O certo que, Paloma, vulgo  Mc Loma é bem parecida em algumas fotos com nossa queredinha, Nairóbi (Alba Flores). Talvez por conta do nariz pontiagudo. É claro que alguns de vocês irão dizer que a cantora não tem talento artístico nenhum, mas é só assistir o clipe de “Envolvimento” – hit do carnaval 2018; para notarmos o quanto presença cênica a adolescente tem. “Já quero Mc Loma gritando, “Que comece o matriarcado” em vez de “essssxcaaama de peixe”! Seria genial, rs!


5. Detetive Raquel – Luana Piovanni


            Quando pensei na matéria e pensei na Detetive Raquel (Itziar Ituño), a única atriz que já tinha na cabeça era Luana Piovani. Embora, muitos outros sites utilizarem Giovana Antonelli, por causa de sua personagem em “Salve Jorge”, Piovanni é muito mais parecida com a atriz da série original. Luana Piovanni interpretou Vera, uma psicóloga forense, na série “Dupla Identidade” ( 2014), na qual Bruno Gagliasso interpretava um serial killer – a série por sinal fez muito sucesso na época.  Apesar de ser polêmica, acho que a atriz conseguiria imprimir em cena a personalidade forte da Raquel e faria ótimas cenas picantes com o professor, rs. Imagina, gente!

6. Mónica Gaztambide – Leanndra Leal


            Confesso, que até acho Leandra Leal uma brilhante atriz, mas queria uma atriz diferente para compor meu elenco dos sonhos. Leandra que fez sucesso em “Senhora do Destino” e “Cheias de Charme, esta última como empreguete; com certeza atuaria com maestria, com suas madeixas parecidas com a Esther Acebo, ela só traria boas cenas para série. Com um parceiro de cena bacana, ela iria interpretar cenas bem picantes dentro daquele cofre, rs. Entendedores, entenderão!

7. Ángel - Antônio Calloni


            Calloni se parece bastante com o inspetor Ángel (Fernando Soto), pelo menos fisicamente. O ator experiente conhecido por interpretar vilões e antagonistas como em “Além do Horizonte” e  recentemente em “ Os dias eram assim”, se enquadraria bem no perfil linha dura do inspetor. Acredito que Calloni nunca contracenou com Luana, talvez seriam uma boa dupla em cena.  


  Gente, confesso que eu não busquei as listas de outros sites, embora, é claro que outros veículos também tenham feito essa brincadeira com o elenco, visto que é comum no contexto de série e afins. Até mesmo, nós, do ELEA, já brincamos com o elenco de “The Vampire Diairies” e “PrettyLittle Liars”.  Eu, particularmente, adoro esse tipo de matéria, e espero que vocês gostem! Ah, e que venha a próxima parte de La casa de papel.
Abraceijos!


14 abril, 2018

Domingo é dia de “Aloka”.


   Muito melhor que Alok, “A loka” está de volta aos palcos de Cachoeiro de Itapemirim. A peça teatral narra a saga das drags Noxema, Vida e Tee Tee, dessa vez com novas confusões e também novos atores. Isso mesmo, o elenco está totalmente repaginado.


            A Personalidade Cia. de Teatro apresenta a sétima edição da divertidíssima "Aloka", no teatro Rubem Braga, a partir das 20h deste domingo (15). Juntamente com Tonny , o Tainal Gratival também retorna aos palcos com os atores Jeff Vieira, Nill Ramos, Koala Motta, Renaldo Hora, Jean Carlos, Everaldo Fernandes,  Renan Schayder e Klédison Ramos, que também é diretor da peça.




            Particularmente, eu gosto muito do texto do Tonny Campbell. Acho um texto deliciosamente divertido; sem ser algo pastelão, ácido; quando precisa criticar ou alertar o público para assuntos pertinentes como a homofobia e também um texto verossímil, pois Tonny faz questão de citar características de Cachoeiro, sendo por nomes de bairros, locais ou figuras conhecidas – isso torna aproxima o público da história. Pelo que acompanho em Cachoeiro, o grupo é referência quando se trata de fazer comédia, visto que já se soma um publico aproximadamente de 20 mil pessoas.


( Aloka na 6ª edição)

    Sobre o fato de encenar o mesmo personagem por tanto tempo Tonny comenta “ Cara é uma loucura. Porque a Noxeema é oposta a mim. Mas, vendo vídeos de apresentações antigas eu já consigo imaginar como se ela fosse uma amiga minha. Uma vizinha. Que ela existe. Então acho que quando subo no palco eu penso e tenho a sensibilidade dela. Isso, eu adquiri com esse tempo todo”.

    Ainda sobre o desafio de cada apresentação o ator e também diretor abre o jogo “Me sinto privilegiado por conseguir chegar a sétima edição e com tudo que a peça conquistou e ver aonde ela chegou.  Fazer teatro é difícil. É caro e muito pouco valorizado. Mas a gente ama e vai pra oitava, nona, décima edição”. Fico muito feliz e torço para que o grupo sempre lote o teatro, afinal sabemos que são raríssimas as apresentações culturais em Cachoeiro.

   Espero que “Aloka 7” tenha muita música para que nós possamos dançar juntos, afinal fora o texto cômico de Campbell, a marca carimbada das apresentações do grupo são os musicais. Um momento Rouge seria maravilhoso, visto que a banda retornou com tudo e está no auge novamente, mas é lógico que sucessos como Anitta, Ludmilla e Pablo Vittar não podem faltar. Além daquelas músicas nostálgicas que fazem a gente voltar no tempo e balançar bastante na cadeira, rs. Bora pro teatro, gente!

   Só pra lembrar os ingressos estão R$30,00, já a MEIA é R$15,00, estará sendo vendida até as 18h de amanhã (15/04).

Abraceijos!

12 abril, 2018

Café literário: Da capital secreta pro mundo.




Saudações, Eleanáticos!

Voltei oficialmente com minhas postagens no blog e nas redes sociais adjacentes, e já chego trazendo para vocês o convite de uma noite carregada de literatura e poesia, que acontecerá aqui em Cachoeiro de Itapemirim, nossa terra tão amada.
Os alunos do Ensino Médio, do Colégio Equipe, farão a apresentação de um sarau na Casa dos Braga, no espaço intitulado Praça da poesia. O evento será às 19h30mim, nesta sexta-feira, dia 13 de abril.
A apresentação traz como proposta a valorização da literatura capixaba, mostrando que a nossa grama sabe ser tão verdinha quanto as dos vizinhos. Segundo os organizadores do evento, teremos leitura dos textos de Newton e Rubem Braga, Paula Garruth, Simone Lacerda, Felipe Bezerra, Higner Mansur, entre outros autores que mostram que fazemos literatura de qualidade.
A diretora educacional do Equipe, Gracianne Saloum, explica: “A nossa escola tem como filosofia educacional levar os nossos alunos a almejar algo mais do que se aprende dentro de sala de aula. A noite literária fica sob a responsabilidade da área de linguagem e, no decorrer dos 10 anos de escola, já foi trabalhado diferentes aspectos da literatura e de tudo que envolve esse universo. Esse ano, em especial, os professores apresentaram os escritores de nossa cidade, fazendo com que os alunos fossem além de Ruben Braga”. Além disso, a diretor chama atenção: “Levar para o adolescente o gosto pela leitura em uma era tão digital deixa de ser somente um desafio, mas também uma realização, visto que vivemos numa era tecnológica. ”
Confiram algumas imagens dos bastidores:



É claro que sob o pé de fruta pão e toda magia literária que a Casa dos Braga nos traz o evento não deixará de ser um sucesso. Além disso, dentre os organizadores está o nosso blogueiro querido Ronald Onhas, que faz parte aqui do ELEA também, mais um motivo para não deixar de conferir, pois Ronald eixa marcas do seu talento por onde quer que vá. Não deixe de prestigiar um evento que enaltece nossa cultura, só para relembrar: Acontece dia 13 de abril, sexta-feira, ás 19h30mim, na Casa dos Braga. É claro que estarei lá registrando tudo no Instagram do blog (@entrelinhas_eafins) e conto com a presença de vocês!