Menu Fixo

Menu-cat

29 agosto, 2018

Os meus 3 anos no Entrelinhas & Afins


Olá, queridos eleanáticos. Tudo bom com vocês? Comigo tá tudo ótimo. Estou sumido aqui do blog desde o mês passado devido a alguns compromissos e, principalmente, devido ao retorno às aulas. Muita correria e muita leitura, mas arrumei esse tempinho especial para falar aqui com vocês do Entrelinhas & Afins, afinal, nesse mês de agosto, o blog fez seu aniversário de 5 anos. Nesse post, vou falar um pouco sobre a minha experiência aqui no ELEA, que já tem quase 3 anos. É isso mesmo! Fiz questão de checar certinho e em outubro completo 3 anos como membro da equipe desse blog tão fantástico e do qual tenho um orgulho enorme de participar.



Resolvi começar esse texto lembrando a minha jornada aqui no Entrelinhas & Afins. Mas antes disso preciso explicar como conheci o blog. Desde 2012, escrevo para a Internet em um formato que conhecemos como webnovelas, que são histórias escritas, geralmente em roteiro, como se fossem novelas da TV. A diferença é que não há vídeo nem atores. É apenas postado o texto, o script, como alguns preferem chamar. Em 2014, eu, ao lado do meu amigo virtual João Carvalho, fiz parte da direção de uma rede especializada em webnovelas e webséries. E um dos nossos autores era o Ronald Onhas, um dos criadores do ELEA. Fiquei muito amigo de Ronald, em pouco tempo, e logo depois conheci Nathália também. Inclusive, em 2016, tive a honra de colaborar numa webnovela escrita pelos dois, chamada A Rosa e o Beija Flor, que, aliás, era ótima.

Mas falando da minha experiência no ELEA, tudo começou na segunda temporada do reality O Roteirista, em 2015. Eu e outros quatro participantes concorremos com provas bem interessantes, como resenhas de livros e filmes, crítica de uma websérie, etc. Foi praticamente um mês de competição e eu cheguei à final, após ter vencido 4 das 5 provas anteriores. Na grande final, acabei ganhando o prêmio, que era de ter uma coluna no blog. A revelação da minha vitória foi nesse post AQUI. Foi aí que surgiu o quadro Resenhas do Abou, que existe até hoje.



A minha primeira resenha foi do livro ''A confissão da Leoa'', do moçambicano que eu adoro, Mia Couto. Vocês, queridos leitores, estão lembrados dela? Foi em novembro de 2016. Vocês poderão reler e revisitá-la AQUI. Lembro que fiquei bem inseguro em relação a essa minha primeira resenha como colunista do blog. Não era a primeira resenha que eu fazia, até porque fiz resenhas no reality, mas essa foi pra valer. Aí sempre é diferente. Depois dessa, vieram muitas outras, de livros e de filmes. Falei de Capitães da Areia, O menino do pijama listrado, Lucíola e muito mais. Em agosto de 2016, encerrei a segunda temporada do quadro e a minha participação como colunista do blog. Devido a outros compromissos, acabei saindo do blog, com um texto fechando esse período de um pouco menos de 1 ano.

Em junho do ano passado, recebi um convite mais que especial e irrecusável dos meus amigos Ronald e Nath, que foi para integrar a equipe do blog de forma fixa, ou seja, ser um dos blogueiros, podendo postar sobre diferentes temáticas também. Foi um convite muito especial mesmo. Fiquei extremamente honrado e feliz com ele e, obviamente, aceitei. Iniciei também a temporada 2017 do Resenhas do Abou, só com livros. Como foi meu ano de vestibular, não cheguei a fazer tantas postagens, mas sempre buscava arrumar um tempinho para escrever para o blog, com diferentes temas, desde contos de Guimarães Rosa até uma resenha do livro Extraordinário, que eu amo de paixão.



Já em fevereiro deste ano, 2018, dei início a mais uma temporada do Resenhas, começando com O Ateneu, um clássico dos clássicos e explorando também livros pouco conhecidos, que eu acabei conhecendo graças à faculdade, como Por que a criança cozinha na polenta, cuja resenha foi postada mês passado.

Enfim, falar de Entrelinhas & Afins é falar de amizade, de parceria. Essa amizade minha com Ronald que dura já 4 anos e a com a Nath que dura uns 2, 3 anos. Gostaria também de agradecer mais uma vez aos dois e aos outros antigos integrantes do blog, pois todos sempre me acolheram tão bem aqui. É uma honra participar dessa equipe tão especial! E que venham mais 5, 10, 20 anos de Entrelinhas & Afins!


20 agosto, 2018

5 anos de Entrelinhas e Afins


Gente, segunda passada (13/08) , foi aniversário de 5 anos do Entrelinhas e Afins, como vocês devem ter acompanhado em nossas redes sociais, a data é um marco literário em nossas vidas, por isso comemorada com muita euforia por nós. Não é à toa, que tiramos o mês de Agosto para comemorar o aniversário de nosso blog literário.


Com uma média de 500 posts, inúmeras entrevistas e matérias, acredito que plantamos muitas raízes literárias por aí. Numa estimativa de 5.000 seguidores, juntando redes sociais do blog com os nossos próprios perfis, computaliza um número maravilhoso, considerando o contexto literário capixaba, que muitas vezes sofre preconceito, por se tornar um campo elitizado.

  


No início éramos em cincos, com Lorraine, Loyane e Rênia; depois chegou Claudiele Ribeiro à equipe, e atualmente, a formação é comigo, Ronald Onhas; a Nathália Dias; amiga e também professora de Língua Portuguesa/Literatura e também Vitor Abou, nossa blogueiro exportado de Niterói, aqui para o Espírito Santo, que também é estudante de letras, na PUC.

Acredito, que identidade literária consolida o blog como um projeto literário inovador e diferenciado, visto que no Sul do estado, ainda não temos nenhum outro blog com temática literária ( pelo que sabemos). Dentro desse contexto o Entrelinhas e Afins se torna pioneiro, na arte de propagar literatura por meio de posts, matérias e entrevistas diversas na blogosfera, misturando um linguajar da internet, com a teoria literatura necessária – e aí que entra o DNA eleanático. Sempre buscamos muito o equilíbrio entre o erudito e o popular, o clássico e o moderno, acho que também essas características são impressões de nossos perfis literários, como professores e também amantes da Literatura.

 


Falando em matéria, um dos quadros de maiores sucessos sempre é o “Gente como a gente”, quadro de entrevistas com o objetivo de destacar e dar notoriedade a personalidades e pessoas de várias áreas culturais, afinal um dos principais objetivos do blog sempre foi valorizar a cultura capixaba em suas diversas formas e fomentar que tais práticas artísticas fossem realizadas no Espírito Santo. Falando nele em Setembro vem uma renca de entrevistas ilustres, fiquem ligados!


                                             



Olho para trás e o sentimento é de gratidão, pois no princípio a gente se revezava para criar pautas literárias, inventávamos contos e histórias fantásticas, atualmente nós ministramos oficinas literárias, participamos de debates e mesas-redondas com propostas literárias em instituições diversas. Não posso deixar de mencionar que, em 20017, nós, participamos do Programa “Simplesmente”, da minha divosa, Eluza Xavier e também recebemos uma homenagem pelo nosso trabalho com a literatura, do “Instituto Educacional João e Maria”, de   Rio Novo do Sul, no Sarau Literário realizado pela criativa e maravilhosa, Geise Pinheiro.

  Na verdade, estamos bem empolgados pela marca que alcançamos, apesar dos sonhos não imaginávamos que fossemos tão longe, ainda com pouco apoio no geral. Mas, agradeço de coração a todos os nossos leitores, mesmo aqueles que curtem e nem leem, aqueles que leem um parágrafo e já param, mas que não deixam de lembrar-se do nosso trabalho. Cada palavra de incentivo foi fortalecedora, muito obrigado amigos, família e companheiros literários.

 

Estamos realizados, esse final de semana teremos um ensaio fotográfico com o Raone Bandeira, de Castelo, no qual daremos continuação as comemorações das nossas bodas de madeira, rs. Além disso temos alguns projetos futuros planejados em sigilo, que ainda não podem ser divulgados. Com isso, o Entrelinhas e Afins carimba uma nova marca literária regional e se propõe a alcançar novos voos em níveis nacionais, se bobear até internacionais.  



 




Abraceijos!