Menu Fixo

Menu-cat

23 dezembro, 2018

Destaques culturais cachoeirenses 2018


                Olá, elenáticos! Tudo bem que politicamente o ano de 2018 foi um ano bem intragável, porém no quesito literário/cultural tivemos uma vasta lista destaques, visto que nossa capital secreta do mundo, Cachoeiro de Itapemirim, proporcionou inúmeras atividades culturais para nós, desde festivais de cinema, peças teatrais e até a maravilhosa Bienal Rubem Braga, que foi um sucesso. Vamos a nossa listinha de destaques de 2018!



1. A Praça da Poesia

                A Praça da Poesia, como é intitulada - é o quintal da casa dos Braga ( Rubem e Newton), que funciona como uma espécie de museu para turistas e curiosos literários. O lugar recebeu esse nome depois da última reforma que teve, e foi palco para inúmeros eventos artísticos, como saraus literários. A praça da poesia fica aberta ao público em geral, basta fazer uma reserva no própria sede para poder utilizar o local, sendo assim um incentivo de produção de eventos literários.


                Em abril deste ano, realizei junto ao Colégio Equipe Cachoeirense, escola de Ensino Médio, o Sarau “Da capital secreta para o mundo”, recheado de textos de artistas capixabas e também a presença de ilustres amigos da literatura cachoeirense como Paulinha Garruth, Simone Lacerda e o ator e diretor, Luiz Carlos Cardoso. O evento foi um sucesso, tivemos um encerramento a Banda. Se você quiser saber mais sobre esse evento leia essa matéria maravilhosa, AQUI.



                                               


 Já em outubro deste ano, a Nathália Dias Maciel ( nossa parcera do blog), junto a professora Rosângela Venturi e seus alunos da E.E.E.F.M Agostinho Simonato realizaram também um Sarau literário. O evento foi a culminância das aulas de produção de textos das professoras. Os alunos dos 9° e 8° ano durante o ano letivo, tiveram a oportunidade de conhecer com profundidade as pérolas literárias de Cachoeiro de Itapemirim, inspirados pela magia literária de Rubem e Newton Braga, produziram crônicas, poesias e outros textos literários que foram apresentados no sarau. Neste evento, os alunos, além de apresentarem textos de autoria própria, também declamaram textos dos irmãos Braga. Sem dúvidas, foi um sucesso.


2. Simone Lacerda, a iluminada farpada, rs.

                Depois do lançamento de “Arame Farpado” no ano passado, ( inclusive na praça da poesia) Simone Lacerda continuou seu trabalho de divulgação do livro, seja nas redes sociais ou indo até os leitores. Por acompanhar as redes sociais da escritora, observamos que seu livro foi recebido com muito carinho em inúmeras escolas de Cachoeiro e em diversos espaços de debates.



Simone em entrevista na Record News, programa da Eluza Xavier.


Comemorando 1 ano do lançamento de sua obra de estreia.

      A participação da escritora em diversos momentos literários fez de Simone uma personalidade literária destaque no ano de 2018, além disso em Fevereiro ela assumiu uma coluna literária no Espírito Santo Notícias. E não é por menos, que em Abril deste ano, a diva foi convidada a integrar a o seleto grupo da Academia Cachoeirense de Letras, juntamente com Paula Garruth, Marco Aurélio Borges e Wilson Márcio Depes, que renovaram a cara da instituição, que também em setembro tiveram novos membros empossados.

3. A 7ª Bienal Rubem Braga

                Não podíamos deixar de citar o evento mais esperado por nós, amantes da literatura, a 7ª edição do maior evento cultural do sul do estado, a Bienal Rubem Braga, considerada por muitos, a melhor do Espírito Santo. O evento tão aguardado conseguiu superar minhas expectativas, com uma programação variada desde a peças teatrais para o público infantil até mesas de debates e produções para os adultos, a Bienal cumpriu sua missão. Com convidados ilustres e também a valorização de artistas locais, o evento seria sucesso na certa.



                A Secretaria de Cultura merece ser parabenizada, com média de público muito maior em comparação as anteriores, o evento foi bastante elogiado nas redes sociais e teve a participação de todos: alunos, pais de família, trabalhadores em geral, afinal a leitura é para todos. Que venha a de 2020, logo!

4. Cláudinha Ferreira e suas invenções

                Um dos destaques da Bienal com certeza foi Cláudia Ferreira, artista plástica versátil e sem papas na língua, administradora do “Castelo das Artes”. Com talento e criatividade de sobra, Claudinha transita em inúmeras áreas desde a feitura de marionetes até construções de cenários grandiosos. Na Bienal, seus personagens vivos foram uma sensação, não é a toa que todos queriam registrar uma foto com os personagens do Sitio do Pica-pau Amarelo, principalmente, as crianças que se encantavam com as obras de arte de Claudinha. Ela continua com seus projetos artísticos nas escolas, no qual foi contemplada por uma das leis de incentivos de nossa cidade. Sou fã do trabalho dela, gente!




5. Artes no Sobrado

                Falando em arte, tem uma galerinha bem talentosa também no Artes no Sobrado, um projeto maravilhoso no qual reúne pessoas talentosas e boas no quesito fazer arte, no bom sentido é claro, rs. Composto pela Gerusa Fereirra, Cleiminha Lemos e outros artistas plásticos, o projeto tem como objetivo a venda e valorização de objetos artesanais. O projeto que inaugurou em 2018 tem tudo e mais um pouco para ser sucesso em 2019. O sobrado fica localizado próximo ao antigo ITA, no Centro de Cachoeiro.





   Esta lista é feita com muito zelo e carinho por nós, é mas lógico que vários outros artistas e personalidades brilharam e abrilhantaram em Cachoeiro.

Abraceijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário