Menu Fixo

Menu-cat

27 março, 2020

Ampliando Repertório: O Triste Fim de Policarpo Quaresma, Lima Barreto.



Olá, pessoal, a dica hoje é de um livro escrito Lima Barreto. Essa dica é especial para o pessoal que irá prestar o ENEM/Vestibular e está querendo aumentar seu repertório cultural. 
Lima Barreto é um autor que pertenceu a fase pré-modernista do Brasil. Esse movimento, segundo Alfredo Bosi, foi “um renovado debruçar-se sobre os problemas sociais e morais do país”, refletindo situações históricas do nosso país antes não lembradas e nem tidas como importantes.

Afonso Henrique Lima Barreto.

Afonso Henrique Lima Barreto era descendente de escravos, o escritor não teve uma vida monótona. Nasceu no Rio de Janeiro, em 1881, período crítico na história por conta do início dos movimentos da abolição da escravatura- que ocorre em 1888, e da independência. Trabalhou como jornalista e teve uma complicada vida por conta do alcoolismo e da depressão.
Suas obras se destacavam pela temática social, racial- as injustiças e os preconceitos e a política- criticou a República Velha e o Positivismo, no caso de “O Triste Fim de Policarpo Quaresma” - o desencontro entre o real e o ideal, desleixo da linguagem e repetições numerosas.  
Escolho a obra “O Triste fim de Policarpo Quaresma” por ser atemporal e fazer muitas referências com o cenário político que estamos vivendo no Brasil.

Capa do Livro da Editora Ática
O personagem central desse livro é Policarpo Quaresma. Servidor público, fanático xenófobo, extremamente patriota- obsessão nacionalista, e erudito, pretende valorizar a cultura do seu país a qualquer custo. É um personagem cômico que pode ser até comparado com tipo de Dom Quixote. A história de Lima Barreto se passa no final do século XIX.
Uma das peripécias de Policarpo é propor que a língua oficial do Brasil seja modificada para o Tupi. Pois ela sim seria a língua original do país e que faria sentido aos brasileiros. E é claro que ao propor isso, Policarpo é tido como louco e é internado em um sanatório.
Depois de sair da internação, Quaresma vai em busca do bucolismo, vai morar na zona rural, mas acaba se envolvendo com vários políticos da região e segue desenvolvendo sua obsessão nacionalista. Deste envolvimento que nasce o apoio ao governo de Marechal Floriano, desiludido com a falta de patriotismo do povo. Mas ao fim de toda sua ação, Policarpo acaba sendo acusado de traição e é condenado ao fuzilamento.

*Imagem do site Toda Matéria 

Policarpo Quaresma é um personagem que atemporal que se enquadra em diversos cenários da nossa história política de hoje, de como o povo se relaciona com a política, por isso sua leitura é tão fundamental e imprescindível.
Para conhecer a obra e o estilo de escrita inconfundível de Lima Barreto basta clicar AQUI. Você será direcionado para a página do site Domínio Público, ou seja, não há restrições de direitos autorais para fazer o download, após abrir a página, basta clicar em 'baixar'. Confira mais informações sobre aumento de repertório no instagram Redação PRO (@redacao.pro), a página do curso de Redação criada por mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário